Topo

Sem motorista, enfermeira dirige ambulância para salvar paciente no ES

 Enfermeira do Hospital Geral de Linhares dirigiu ambulância para levar paciente que corria risco de morrer - Reprodução/Google Street View
Enfermeira do Hospital Geral de Linhares dirigiu ambulância para levar paciente que corria risco de morrer Imagem: Reprodução/Google Street View

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL

07/06/2018 18h30

Uma enfermeira precisou dirigir uma ambulância na manhã desta quinta-feira (7) em Linhares, no Espírito Santo, para salvar um paciente. Segundo o município, o motorista estava em outra ocorrência.

Um pastor sofreu um infarto durante uma partida de futebol na cidade capixaba e foi levado ao Hospital Geral de Linhares (HGL), da rede municipal. Ao chegar ao local, no entanto, os médicos determinaram que ele fosse levado ao Hospital Rio Doce, uma unidade de alta complexidade.

O problema é que o transporte não podia ser feito sem o condutor da ambulância, que estava em outra ocorrência. Para salvar o pastor, que precisava ser atendido com urgência e corria risco de morrer, a enfermeira assumiu o volante.

Leia mais:

O homem conseguiu chegar com vida à unidade de saúde. Procurado pelo UOL, o hospital Rio Doce não revelou qual é o estado de saúde do paciente.

De acordo com a prefeitura de Linhares, a "medida tornou-se necessária, pois o motorista do hospital estava atendendo outra ocorrência".

Por meio de nota enviada ao UOL, a direção do HGL informou que "tomou todas as providências necessárias para atender o quadro emergencial que o paciente apresentava" e que a enfermeira que fez o transporte tem habilitação.

Mais Cotidiano