PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Mulher morre com tiro no coração ao voltar para casa com filho de um ano no RS

Gabrielle Correa voltava com criança de um ano do mercado em Canoas (RS) - Reprodução/Facebook
Gabrielle Correa voltava com criança de um ano do mercado em Canoas (RS) Imagem: Reprodução/Facebook

Rafael Pezzo

Colaboração para o UOL

17/08/2018 20h33

Uma mulher de 24 anos morreu com um tiro no coração enquanto empurrava o carrinho do filho de um ano em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, na noite desta quinta-feira (16). Outras pessoas no local tentaram levar Gabrielle ao pronto-socorro, mas ela morreu no caminho. Com o impacto, a criança caiu no chão e foi resgatada por uma testemunha, mas não se feriu. 

De acordo com um familiar, a mulher voltava do mercado com o filho quando três homens que se disseram da polícia começaram a atirar contra um grupo que estava na calçada. Um dos disparos atingiu as costas da mulher, atravessando o coração.

Ao UOL, o delegado Luis Antonio Reis Firmino, da Delegacia de Homicídios e Desaparecidos em Canoas, afirmou que "o local onde ela foi morta é ponto de venda de drogas e, por isso, há a disputa pelo controle da região". De acordo com o Firmino, a mulher estava afastada de onde foram efetuados os disparos e não há indícios que a ligue ao tráfico.

Leia mais:

Segundo Aline de Paula Correa, prima de Gabrielle, a vítima era casada desde os 13 anos e tinha outros três meninos, de dez, seis e cinco anos. "Ele [marido] está destruído. Além disso, minha tia [mãe de Gabrielle] agora quer se mudar o mais rápido possível de lá", afirmou.

No local do ataque, a polícia não encontrou estojos de balas. "Isso indica que ou foram usados revólveres, que não dispensam cápsulas, ou alguém os recolheu depois", explicou o delegado.

Nenhuma outra pessoa ficou ferida durante a ação e, por falta de pistas, ninguém foi preso até agora, segundo a polícia.

Cotidiano