Topo

Homem é picado por escorpião em cinema de shopping: "Desmaiei de tanta dor"

Jéssica Nascimento

Colaboração para o UOL, em Brasília

13/06/2019 13h13

Um homem de 31 anos foi picado no pé direito por um escorpião dentro de uma sala de cinema, em um shopping de Santa Maria, que fica a 28 km de distância do centro de Brasília. O animal estava debaixo da poltrona do administrador de empresas Luiz Paulo Rodrigues que chegou a desmaiar de tanta dor. O caso ocorreu na última segunda-feira (10).

Luiz Paulo mostra o pé ferido após ser mordido por escorpião - Arquivo Pessoal
Luiz Paulo mostra o pé ferido após ser mordido por escorpião
Imagem: Arquivo Pessoal
A empresa responsável pelo cinema no Shopping Santa Maria é a Multicine. Desde às 11h de hoje, o UOL tenta contato com o telefone que foi divulgado pelo site, mas as ligações não foram atendidas. O shopping também não se manifestou.

Em entrevista ao UOL, Luiz Paulo afirmou que o ataque ocorreu logo no começo da exibição. "Gastei R$ 12 para ver Alladin, um filme muito esperado. Infelizmente, quando tinha começado a exibição, senti uma ferroada muito forte. Gritei bem alto e todos começaram a acender as lanternas do celular. Quando fui ver, era um escorpião do tipo amarelo. E o pior: sou alérgico ao veneno", explica.

Luiz Paulo foi atendido em hospital e liberado no mesmo dia - Arquivo pessoal
Luiz Paulo foi atendido em hospital e liberado no mesmo dia
Imagem: Arquivo pessoal
O administrador de empresas também reclama da demora no socorro. Ele contou que esperou 1h30 para ser foi socorrido por um funcionário do cinema. Luiz Paulo diz que foi levado para o Hospital Regional de Santa Maria e foi transferido para o Hospital Regional do Gama (HRG), onde foi medicado. Ele deixou o hospital na noite de segunda-feira.

"Ninguém me pediu desculpas. Eu estava com muita dor, desmaiei, senti espasmos e ninguém se preocupou. Depois de muito insistir, fui levado a um hospital público. Esperei horas para ser atendido e ainda fiquei sozinho lá", lamenta.

Luiz Paulo afirmou que pretende entrar na Justiça contra a empresa de cinema e também registrar boletim de ocorrência na delegacia de Santa Maria.

Mais Cotidiano