Topo

'Não tem que ter pena', diz Bolsonaro antes de fim de sequestro de ônibus

Do UOL, em São Paulo

20/08/2019 10h02Atualizada em 20/08/2019 20h44

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que "não tem que ter pena" do homem que sequestrou um ônibus e manteve passageiros reféns por quase quatro horas na manhã de hoje na ponte Rio-Niterói. A declaração de Bolsonaro foi feita antes do término do episódio, que acabou com o sequestrador sendo baleado por um atirador de elite.

Enquanto o sequestro estava em andamento, o presidente falou com jornalistas em frente ao Palácio do Alvorada. Ele lembrou do caso do ônibus 174, também no Rio, que acabou com o sequestrador e uma passageira mortos.

"No ônibus 174 não usaram sniper e o que aconteceu? Morreu a professora inocente", disse. "Não tem que ter pena [do sequestrador]", completou Bolsonaro.

No caso de hoje, todos os 39 reféns foram liberados e o sequestrador morreu, de acordo com informações da Polícia Militar. A ação da PM foi comemorada pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), que foi até a ponte Rio-Niterói de helicóptero.

Mais Cotidiano