Topo

Trabalhadora doméstica indígena é resgatada de trabalho escravo em SP

Mario Tama/Getty Images/AFP
Imagem: Mario Tama/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

04/09/2019 22h03

Uma trabalhadora doméstica de origem indígena foi resgatada, ontem (3), de um apartamento em São José dos Campos, interior de São Paulo. Ela foi submetida a trabalho ininterrupto, sem receber salário na maior parte do tempo. Também não tinha folgas e nem contato com a família.

De acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT), o casal que empregava a mulher foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de pessoas, previsto no artigo 149-A do Código Penal.

A indígena é da Aldeia Santa Rosa, que fica a cinco dias de canoa de São Gabriel da Cachoeira, município do Amazonas.

Ela chegou a São José dos Campos há pouco mais de um ano para trabalhar. O salário combinado era de R$ 500, mas ela não chegou a receber o valor na maior parte dos meses que trabalhou.

A doméstica limpava a casa, cozinhava, era babá de uma criança de 2 anos e cuidadora de uma idosa. Ela trabalhava de domingo a domingo, de forma ininterrupta. Durante todo o tempo em que trabalhou para o casal, conseguiu contato telefônico com a família apenas 3 vezes.

Cotidiano