Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

Jovem de 22 anos morre após explosão de churrasqueira no interior de SP

Natali Steffani Martins Iligaray morre após acidente com churrasqueira em Vera Cruz (SP) - Reprodução/Facebook
Natali Steffani Martins Iligaray morre após acidente com churrasqueira em Vera Cruz (SP) Imagem: Reprodução/Facebook

Wagner Carvalho

Colaboração para o UOL, em Bauru (SP)

17/09/2019 09h54Atualizada em 18/09/2019 16h48

O que era para ser um domingo de festa acabou em desespero para a família de Natali Steffani Martins. A jovem, de 22 anos, morreu na manhã de ontem, após ter 98% do corpo queimado em um acidente no domingo com a churrasqueira em sua casa em Vera Cruz, a 439 km de São Paulo.

Segundo testemunhas, ela auxiliava o marido, Wellington Martins, 32, utilizando álcool para acender a churrasqueira, quando houve uma explosão. Wellington teve queimaduras em 35% do corpo e está internado na Santa Casa de Marília (SP). O hospital não divulgou o estado de saúde da vítima.

De acordo com o ministério da Saúde, o Brasil tem 1 milhão de vítimas de queimadura por ano e 2.500 mortes. Dentre os casos ocorridos em casa, a maior parte se relaciona com o uso de álcool próximo a fonte de calor.

Amigos relataram à polícia que o casal recepcionava os amigos para um churrasco no sábado. De madrugada, Wellington e Natali foram reacender a churrasqueira e ocorreu o acidente. A churrasqueira utilizada era do tipo portátil, que é montada cada vez que é usada.

O Corpo de Bombeiros de Marília alertou que a recomendação é nunca utilizar líquidos inflamáveis para acender a churrasqueira, como álcool ou gasolina. "Estes líquidos são voláteis e liberam vapores que tendem a se concentrar e no momento em que entram em contato com a faísca ou o fósforo podem vir a explodir", afirmou a corporação.

No velório, no final da tarde de ontem, a vendedora Vanessa Osório de Lima, amiga de Natali, estava bastante abalada e afirmou que o casal sempre gostava de reunir os amigos aos finais de semana. "Era um casal festeiro. Gostavam de se divertir, sempre reuniam os amigos", disse.

Mais Cotidiano