PUBLICIDADE
Topo

Bebê de um mês e mãe são mantidos em cativeiro por dívida com tráfico no PR

O local onde a mulher e o bebê de um mês foram mantidos em cativeiro  - Divulgação
O local onde a mulher e o bebê de um mês foram mantidos em cativeiro Imagem: Divulgação

Hygino Vasconcellos

Colaboração para o UOL, de Porto Alegre (RS)

25/09/2019 15h36Atualizada em 26/09/2019 13h37

Um bebê de um mês e sua mãe de 15 anos foram mantidos reféns por quatro dias devido a uma dívida com o tráfico de drogas do pai da criança, de 21 anos. O caso ocorreu em Curitiba (PR). A família só foi solta na tarde de ontem (24) após o pai procurar a polícia e relatar o caso. Conforme a Polícia Civil, o homem de 21 anos foi até o local para tentar negociar uma dívida, entretanto, a família foi mantida em cárcere.

"Quando a equipe chegou no local, se deparou com uma casa com uma porta de aço reforçada, chamaram, mas ninguém saiu. A equipe permaneceu mais um momento no endereço, quando uma mulher conseguiu abrir a porta", contou o coordenador de Policiamento da Unidade de dia (CPU), tenente Roberto Elias dos Santos.

Após a mulher e o bebê conseguirem sair, os policiais localizaram um homem de 33 anos que mantinha a família em cárcere privado. Segundo o oficial, ele estava com a tornozeleira eletrônica rompida e havia um mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas. Todos os que estavam na casa foram encaminhados à Central de Flagrantes da Capital. Segundo a Polícia Civil, a mulher e o bebê não precisaram atendimento médico, pois apresentaram saúde estável.

O homem de 33 anos foi preso em flagrante. Agora o caso será investigado pelo 11º Distrito Policial. Por meio da assessoria de imprensa, o delegado Fabio Machado dos Santos disse que não iria dar detalhes dos depoimentos nem divulgar o nome do preso.

Cotidiano