PUBLICIDADE
Topo

Por fé em cura, mulheres desligam aparelhos, matam irmão e são presas na BA

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

28/10/2019 13h43

Duas mulheres tiveram prisão preventiva decretada na Bahia, suspeitas de terem entrado no quarto do hospital onde o irmão estava internado, para desligar os equipamentos que mantinham a estabilização do paciente. A vítima acabou morrendo.

A Delegacia Territorial de Guanambi informou que foram autuadas em flagrante Zelita Pereira Neves e Marliete Pereira Neves. A prisão das duas ocorreu na sexta-feira (25) por policiais militares, na cidade de Guanambi, no sudoeste da Bahia. Segundo a polícia, elas serão acusadas de homicídio.

A Polícia Civil revelou que, nas apurações iniciais, as mulheres alegaram que "cometeram o ato acreditando se tratar de um milagre de cura."

Após a prisão em flagrante, a polícia pediu a preventiva de ambas, o que foi acolhido pela Justiça.

O nome do paciente que morreu não foi informado. O UOL não conseguiu contato com os advogados das suspeitas.

Ouça o podcast Ficha Criminal, com as histórias dos criminosos que marcaram época no Brasil. Este e outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Cotidiano