Topo

Estudante é suspeita de agredir professor por nota em escola da Bahia

Colégio Estadual Manoel de Jesus, em Simões Filho (BA) - Reprodução
Colégio Estadual Manoel de Jesus, em Simões Filho (BA) Imagem: Reprodução

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

20/11/2019 15h46

Uma estudante de 21 anos é suspeita de agredir um professor, com golpes de maçaneta de uma porta, no Colégio Estadual Manoel de Jesus, em Simões Filho, região metropolitana de Salvador, na noite de ontem. A agressão teria ocorrido após a estudante receber o resultado de uma atividade escolar e discordar da nota que obteve.

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia disse que a agressão ocorreu após discussão entre a estudante e o professor. O docente estava na sala de professores quando a aluna arrancou a maçaneta da porta e partiu para agressão.

Os nomes da estudante e do professor não foram divulgados. A secretaria também não informou qual disciplina o professor leciona e nem o ano que a estudante cursa.

O professor foi atingido na orelha e no pescoço e, devido às lesões, precisou de atendimento médico. Ele foi socorrido para Hospital Municipal de Simões Filho, foi medicado e recebeu alta ainda ontem.

A suspeita fugiu da escola, após o professor pedir ajuda a outros professores. A direção da escola acionou a Polícia Militar e, depois, registrou boletim de ocorrência na 22ª Delegacia Territorial, em Simões Filho. A jovem está sendo investigada por lesão corporal.

Policiais militares fizeram rondas pela região da escola, mas não conseguiram localizar a estudante. Até agora, ela não se apresentou à delegacia.

Um funcionário da escola disse ao UOL, na tarde de hoje, que as aulas não foram suspensas e que o professor informou que não vai se afastar do trabalho. Ele atua na escola há um ano, no período noturno.

"A direção reunirá o colegiado escolar para definir as medidas a serem adotadas e a Secretaria da Educação do Estado abrirá um processo de sindicância para apurar a situação", informou a secretaria.

Cotidiano