Topo

Passageiros fazem selfie deitados no chão de ônibus durante tiroteio em PE

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

21/11/2019 20h57

Passageiros de um ônibus tiraram uma selfie enquanto se abrigavam deitados no piso do veículo durante um tiroteio, na noite de ontem, causado por brigas de torcidas organizadas, na rodovia PE-15, em Olinda (PE), região metropolitana de Recife. Ninguém ficou ferido e nenhum suspeito de participar da ação criminosa foi preso, segundo a polícia.

O veículo estava na altura do 7º GAC (Grupamento de Artilharia de Campanha), do Exército Brasileiro, quando foi obrigado a parar por conta da ação de criminosos. O ônibus faz a linha 1907 - Rio Doce /Paulista, via Bultrins, e transportava cerca de 15 passageiros.

O balconista Gibson Johnny Berto Pereira, 24, foi o autor da foto e contou ao UOL, na noite de hoje, que mesmo estando todos sorrindo na imagem, o momento foi de pavor.

"Quando olhei para fora do ônibus vi homens correndo com faca, pedra, e tinha barulho de tiros. Foi horrível passar por isso", disse Pereira, que estava na companhia da namorada e de um amigo.

Pereira afirmou que faz o trajeto diariamente de casa para o trabalho e, ontem, após o término do expediente, foi surpreendido com a ação externa de criminosos. O balconista mora em Paulista (PE) e trabalha em Olinda, a pouco mais de 10 km de distância. Ele disse que a ideia da foto foi fazer uma crítica à segurança mostrando a situação enfrentada por trabalhadores diariamente, nas grandes cidades.

"Quando me dei conta não tinha mais ninguém sentado, estava todo mundo deitado no chão e meu amigo disse: 'deita, deita, olha os tiros'. Na hora eu deitei e veio a ideia de tirar a selfie. Dai eu disse: 'olha a selfie, gente' e fiz a foto. Todo mundo ficou rindo, mas estávamos nervosos", relatou Pereira.

Arquivo pessoal/Gibson Johnny Berto Pereira
Imagem: Arquivo pessoal/Gibson Johnny Berto Pereira

Além da selfie, o passageiro do ônibus gravou um vídeo da ação fora do ônibus. Nas imagens enviadas ao UOL, homens aparecem correndo na frente dos veículos, que estavam parados na rodovia, enquanto se ouvem estampidos semelhantes a disparos de armas de fogo. Os homens jogam objetos e correm na direção contrária. Enquanto isso, condutores de outros veículos buzinam assustados.

A Polícia Militar informou que a ação criminosa foi realizada por "possíveis componentes de torcida organizada [que] estariam realizando arrastão", mas que nenhum suspeito foi preso. A polícia disse ainda que policiais do 1º Batalhão contiveram os grupos que estariam se enfrentando.

Ontem, em jogo realizado na Ilha do Retiro, em Recife, o Sport venceu a Ponte Preta por 2 a 1 pela Série B do Campeonato Brasileiro e garantiu acesso à primeira divisão.

A polícia não confirmou se o barulho semelhante a tiros foi originado do grupo que estava brigando ou se foi da polícia durante ação para contê-lo.

Cotidiano