PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
8 meses

Chefe de facção e criminoso mais procurado na BA é morto pela polícia

José Francisco Lumes, o Zé de Lessa, líder da facção BDM (Bonde do Maluco) da Bahia  - Divulgação/SSP-BA
José Francisco Lumes, o Zé de Lessa, líder da facção BDM (Bonde do Maluco) da Bahia Imagem: Divulgação/SSP-BA

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

04/12/2019 19h23

Apontado como o criminoso mais procurado pelas autoridades da Bahia, José Francisco Lumes, o "Zé de Lessa", foi morto hoje em uma operação da Polícia Militar no Mato Grosso do Sul. Ele era apontado como o líder da facção BDM (Bonde do Maluco), com atuação no estado e em Sergipe. Ele também teria ligação com assaltos a bancos e carros-fortes em outros estados.

Segundo a polícia, ele e mais três pessoas foram mortas ainda no início da manhã em uma fazenda em uma região entre os municípios de Coronel Sapucaia e Aral Moreira, próximo a fronteira com o Paraguai. A polícia foi ao local com mandados de prisão. Todos os mortos eram suspeitos de integrarem uma quadrilha que tentou assaltar um carro-forte na última segunda-feira (2), na MS-156.

A polícia afirma que foi recebida a tiros ao chegar no local onde o grupo estava escondido e reagiu. Uma pessoa não foi atingida e também foi presa. Nenhum policial ficou ferido.

Zé de Lessa tinha uma extensa ficha criminal, como assaltos a bancos e carros-fortes, além de sequestro e tráfico de drogas. Ele era suspeito, entre outros crimes, de comandar o assalto de aproximadamente R$ 100 milhões em Bacabal (MA), ocorrido em novembro de 2018.

Na Bahia, Zé de Lessa era o Ás de ouro do baralho da SSP (Secretaria de Segurança Pública), que trazia os nomes e fotos dos criminosos mais procurados do estado.

A polícia baiana informou que estava investigando o paradeiro de Zé de Lessa e trocava informações com autoridades do Paraguai, onde o suspeito estaria se escondendo

Cotidiano