PUBLICIDADE
Topo

Foi o sequestrador que me deu, diz refém que saiu de bar com cerveja na mão

29.nov.2019 - Isaías é liberado de sequestro no Rio carregando uma garrafa de cerveja - Reprodução/TV Globo
29.nov.2019 - Isaías é liberado de sequestro no Rio carregando uma garrafa de cerveja Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

06/12/2019 12h45

Uma cena inusitada chamou a atenção na sexta-feira passada (29), quando um homem foi liberado de um sequestro no Rio de Janeiro com uma garrafa de cerveja na mão. Andando tranquilamente pela calçada, de bermuda e chinelos, ele era acompanhado por um dos policiais participando da ação e até sorria, sem se separar da bebida.

A imagem foi mostrada na TV e viralizou. O homem é seu Isaías, que contou sua história hoje no Encontro com Fátima Bernardes, da Globo. A apresentadora disse que ele não é de muito papo, "foi difícil encontrá-lo", mas que topou participar do programa ao vivo.

Isaías arrancou risadas da plateia e dos convidados de Fátima ao entrar no estúdio com uma garrafa de cerveja na mão, que ele entregou para ela. "É brincadeira, é cenográfica", riu a apresentadora.

"Eu não bebi nada lá dentro", afirmou Isaías. "O sequestrador me disse: 'Leva uma garrafa, tá cheio de cerveja aqui dentro'", ele contou sobre o incidente.

Isaías estava dentro de um bar na Lapa, no centro do Rio, quando um homem portando uma faca e um galão possivelmente cheio de combustível decidiu, por volta das 15h, fazer reféns as sete pessoas que estavam dentro do estabelecimento. Mais de oito horas depois, todas as pessoas tinham sido liberadas, sem ferimentos, e seu Isaías foi um dos últimos a sair.

O motivo para o sequestro teria sido uma discussão por causa de barulho. O sequestrador morava em cima do bar e teria um desentendimento com a proprietária.

Isaías contou que estava a trabalho no bar, já que presta serviços de refrigeração. "Fui conferir a geladeira que eu tinha consertado (na noite anterior). Estava trabalhando, não estava lá me divertindo", afirmou.

Ele contou que não ficou nervoso e que se manteve ao lado do sequestrador o tempo todo.

"Não bebi a cerveja", ele disse. "Minha esposa pensou que eu não estava atendendo o telefone porque estava em outras coisas erradas".

"Não gostei do grafite em minha homenagem"

A cena da liberação do sequestro foi transformada em um grafite pelo artista Airá O Crespo, que acrescentou uma camisa do Flamengo à figura de Isaías e a frase: "O Rio é um refém carregando um litrão de cerva". O desenho foi feito também na região da Lapa.

"Não gostei da homenagem", disse hoje Isaías. "Não teve minha autorização".

Torcedor do Fluminense, ele afirma que teria sido melhor se, pelo menos, estivesse com a camisa de seu time no grafite.

Por isso, ele ganhou do programa uma versão emoldurada do desenho em que é representado usando a camisa do Fluminense.

"Para guardar como brincadeira de um momento que poderia ter sido muito tenso", disse Fátima ao entregar a ele o presente.

Cotidiano