PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
7 meses
Chuva alaga ruas e provoca caos no transporte em São Paulo

Bruno Madrid, Eduardo Lucizano e Stella Borges

Do UOL, em São Paulo

10/02/2020 04h36Atualizada em 10/02/2020 18h57

Resumo da notícia

  • Autoridades pedem que as pessoas evitem sair de casa
  • Trechos das Marginais Pinheiros e Tietê ficaram alagados e foram interditados
  • Linha 9-esmeralda da CPTM tem operação parcial; metrô opera normalmente
  • Rodízio municipal de veículos está suspenso nesta segunda para carros e caminhões
  • Aeroporto Internacional de Guarulhos opera normalmente

As fortes chuvas que atingem a cidade de São Paulo desde a noite de domingo causaram alagamentos e quedas de árvores na madrugada e manhã de hoje. Trechos de vias importantes como as marginais Pinheiros e Tietê ficaram alagados e foram interditados. Por volta de 18h02, eram 79 pontos de alagamentos, sendo 56 intransitáveis, de acordo com a última atualização do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências). O órgão também informou que as marginais estão em estado de alerta. As demais áreas da cidade estão em estado de atenção.

Segundo dados dos Bombeiros divulgados às 16h30, a Grande São Paulo tinha 932 acionamentos para enchentes, 182 para quedas de árvores e 166 para desabamentos e desmoronamentos. Uma pessoa ficou ferida num desabamento em Pirapora de Bom Jesus e outra foi ferida em um deslizamento em Osasco. Duas pessoas estão desaparecidas em Botucatu, segundo a Defesa Civil. Marcos Palumbo, capitão dos Bombeiros aconselhou que as pessoas evitem sair de casa.

Entre meia-noite e 15h de hoje, a corporação divulgou ter recebido mais de 7.650 mil chamados apenas na capital e região metropolitana de São Paulo.

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) começou o dia com operação parcial nas linhas 8-diamante e 9-esmeralda. A circulação de trens da linha 8-diamante já foi normalizada. A linha 9-esmeralda continua operando parcialmente. Trechos da linha 7-rubi apresentam velocidade reduzida e maiores intervalos de parada após problemas no sistema de energia. O metrô opera normalmente. O rodízio municipal de veículos está suspenso para carros e caminhões.

"Pedimos para as pessoas fiquem em casa, não é o momento para deslocamentos", afirmou também o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, em entrevista ao Bom Dia São Paulo, da TV Globo.

Trânsito acima da média e pontos de alagamento

De acordo com a CET (Companhia de Engenharia e Tráfego), a cidade registrava 41 km de congestionamento às 17h. Mais da metade (25 km) do congestionamento se concentra na zona leste. Há outros 6 km de filas na zona norte e 10 km na zona oeste.

As marginais registraram pontos de alagamento na altura das pontes das Bandeiras, Jaguaré, Ari Torres, Cidade Jardim, Limão, Piqueri e Casa Verde. A pista local da marginal Pinheiros na altura da ponte Engenheiro Roberto Rossi Zuccolo, no sentido Castelo Branco, na zona sul, foi interditada. Veja no site do CGE os pontos de alagamento na cidade.

Também houve registro de trechos alagados nas avenidas Roberto Marinho, Santo Amaro, Marquês de São Vicente, 9 de Julho e no túnel Paulo Autran.

"Num período curto de três horas choveu 50% do que era esperado para todo o mês de fevereiro. O sistema funcionou até o limite, mas a chuva veio acima da capacidade. Temos de cuidar das emergências para evitar danos maiores" Marcos Penido, secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente

O aeroporto internacional de Guarulhos opera normalmente.

Chuva deixa ruas alagadas e trava marginal Tietê

Eduardo Lucizano

Transporte público

Na linha 9-esmeralda a circulação está interrompida entre as estações Osasco e Santo Amaro. A circulação entre as estações Socorro e Grajaú está sendo realizada normalmente.

Todas as linhas do metrô operam normalmente.

Dois desaparecidos no interior

De acordo com o coordenador estadual da defesa civil de São Paulo, coronel Walter Nyakas Junior, a chuva também atingiu cidades do interior paulista e deixou dois desaparecidos.

"Em Botucatu diversas pontes foram destruídas, equipes da defesa civil estão em deslocamento para atender a população. Duas pessoas estão desaparecidas. A Defesa Civil apela paras as pessoas não se aventurarem em áreas alagadas", disse ele em entrevista à TV Globo.

Segundo Nyakas, a orientação é para que as pessoas permaneçam em suas casas se estiverem seguras e deixem áreas de risco. "A previsão é de que a chuva continue durante todo dia, nossa atenção maior é com essas áreas de escorregamento", acrescentou.

Doria diz que governo está empenhado

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) disse que as autoridades estão empenhadas no auxílio à população de diversas regiões do estado que foram afetadas pelas chuvas e pediu que todos fiquem atentos às recomendações de segurança e evitem áreas de risco.

Por sua vez, em entrevista ao SP1 da Rede Globo, o prefeito Bruno Covas (PSDB) afirmou que o poder público está "acompanhando desde as primeiras horas", mas reforçou a informação de que o "sistema de transporte está funcionando". Segundo ele, apenas 115 dos mais de 13 mil ônibus estão fora das ruas no dia de hoje.

Situação nas rodovias

Às 17h, tanto o sistema Anchieta-Imigrantes quanto a rodovia Régis Bittencourt tinham tráfego normal. A Raposo Tavares apresenta tráfego intenso e com pontos de lentidão nos dois sentidos.

A Castello Branco apresenta ponto de alagamento na pista marginal, no km 21,8, no sentido capital.

Os alagamentos nas marginais Pinheiros e Tietê causaram congestionamento na chegada a São Paulo na rodovia dos Bandeirantes (entre os km 15 e 13). O tráfego foi desviado para no km 24 para o Rodoanel.

A Anhanguera apresenta lentidão na saída de São Paulo no sentido do interior, com trecho interditado no km 36, nos dois sentidos, por causa de um alagamento na altura de Cajamar.

A Dutra tem lentidão no sentido São Paulo (pista marginal) entre os km 229 e 230, já na capital.

Na Fernão Dias, no km 79, as faixas central e direita seguem interditadas por conta de um deslizamento de terra no trecho.

Ceagesp paralisa atividades

A Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) informou que não vai operar hoje devido às fortes chuvas que causaram alagamentos em diversos pontos da região. Perdas e danos ainda não foram contabilizados.

"Todos os esforços estão sendo tomados para que a situação volte à normalidade o mais rápido possível, para o qual pedimos a compreensão e colaboração de todos", informou a assessoria do local.

A Polícia Federal também informou que não haverá atendimento ao público Superintendência Regional em São Paulo por causa da chuva e dos alagamentos.

Os requerentes de passaporte com agendamento programado para a data de hoje poderão retornar até o dia 28 de fevereiro, sem necessidade de reagendar o seu atendimento, segundo a PF.

O expediente foi suspenso na sede do MPF-SP (Ministério Público Federal de São Paulo), na capital, em razão das chuvas. O TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) adotou a mesma medida.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determinou a suspensão do expediente em todas as unidades judiciais da capital paulista. A informação foi divulgada em nota da Presidência da Corte a magistrados, servidores, promotores de Justiça, defensores públicos, procuradores, advogados, demais profissionais do Direito e público em geral.

Tendência para os próximos dias

O tempo fica fechado e chuvoso hoje, segundo o CGE. Os termômetros oscilam entre 24°C no início da madrugada e 18°C no fim da noite.

Amanhã, os ventos afastarão a frente fria para o litoral fluminense, porém, o céu ainda fica encoberto e com chuvisco ocasional na Grande São Paulo. A temperatura permanece em queda e a sensação será de frio. Mínima de 17°C e máxima de 21°C.

* Com informações da Agência Estado

Errata: o texto foi atualizado
A matéria trazia um parágrafo incompleto. O trecho que estava com circulação normal da linha 9-esmeralda era entre as estações Socorro e Grajaú. A informação foi acrescentada.

Cotidiano