PUBLICIDADE
Topo

Padre celebra missa com fotos dos fiéis para continuar "sendo um girassol"

Padre Reginaldo Manzotti recebeu fotos de fiéis para tê-los presentes nas missão em Curitiba - Henrique Custódio / TV Evangelizar
Padre Reginaldo Manzotti recebeu fotos de fiéis para tê-los presentes nas missão em Curitiba Imagem: Henrique Custódio / TV Evangelizar

Andrea Torrente

Colaboração para o UOL, em Curitiba

21/03/2020 04h04

Via-se rostos de crianças, famílias e idosos. Mesmo assim o silêncio era total no Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe e Jesus das Santas Chagas, em Curitiba.

Fiéis estão proibidos de frequentar as igrejas, mas o padre Reginaldo Manzotti encontrou uma maneira de mantê-los presentes, sem contrariar a quarentena.

Ele convidou os frequentadores da igreja a enviarem suas próprias fotos. Imprimiu em formato grande, em cores, e as colocou nos bancos. Uma forma de ele ver seus fiéis, enquanto celebra a missa em streaming, pela internet.

"Quando vi o santuário vazio durante a celebração, pensei o que poderia fazer para que o público se sentisse dentro da missa, mas respeitando todas as orientações. Então, me inspirei em um sacerdote italiano e pedi para que todos os fiéis enviassem fotos de suas famílias para espalhar nos bancos. Quero que todos continuem acompanhando as missas, as celebrações. Quero continuar levando a palavra de Deus, continuar sendo um girassol para todos nesse momento de angústia", explica o sacerdote.

Após o pedido feito antes da tradicional missa do meio-dia, em seu programa de rádio, o padre recebeu em poucas horas mais de 10 mil fotos, vindas de fiéis de todo o Brasil.

A inspiração veio direto da cidade de Robbiano, no norte da Itália, onde o padre Giuseppe Corbari pediu foto dos frequentadores de sua paróquia e, no domingo passado, celebrou a missa transmitindo-a via internet.

Covid-19 em Curitiba

No boletim divulgado pela prefeitura nesta sexta-feira (20) subiu para 27 o número de casos de Covid-19 em Curitiba. São dez casos a mais que na quinta-feira. Outros 50 suspeitos estão sendo investigados. Em todo o Paraná, as pessoas positivas ao coronavírus são 36.

Para tentar conter a disseminação do vírus, o governador do Paraná, Ratinho Junior, determinou o fechamento de shoppings, academias e centros de ginástica em todo o estado por tempo indeterminado. Escolas municipais e estaduais também vão suspender as aulas a partir de segunda-feira pelo menos até 12 de abril.

Embora as autoridades não tenham proibido o funcionamento, pelo menos 120 restaurantes e bares da capital já encerraram as atividades nos últimos dias, de acordo com a Associação de Bares e Restaurantes (Abrasel).

O Paraná proibiu também a entrada de ônibus das linhas interestaduais vindos do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Distrito Federal. Ratinho Junior solicitou também à Infraero a restrição de voos com partidas desses mesmos estados.

Coronavírus