PUBLICIDADE
Topo

BA: Governo vai isentar contas de luz e água de consumidores de baixa renda

Rui Costa, governador da Bahia - Alberto Coutinho/Governo da Bahia
Rui Costa, governador da Bahia Imagem: Alberto Coutinho/Governo da Bahia

Alexandre Santos

Colaboração para o UOL, em Salvador

02/04/2020 17h27

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou que o Estado assumirá, durante três meses, as contas de luz e água de famílias de baixa renda afetadas pela crise decorrente do novo coronavírus. A isenção consta de um projeto de lei que o Executivo deve enviar ainda hoje à Assembleia Legislativa baiana. As concessões gerarão um impacto de R$ 50 milhões aos cofres estaduais.

Segundo as contas da gestão estadual, cerca de 860 mil residências deixarão de pagar energia elétrica no período, uma vez que integram uma faixa de consumidores que utilizam até 80 kW (kilowatt) por mês.

Em relação à conta de água, a medida beneficiará em torno de 677 mil famílias com cadastro social na Coelba (empresa distribuidora do serviço na Bahia). Nesse caso, o consumo máximo não poderá ultrapassar 25 metros cúbicos mensais. As duas modalidades, no entanto, precisam estar inscritas num cadastro social das concessionárias que prestam os respectivos serviços.

De acordo com o governo baiano, a iniciativa é permitir um "alívio" às pessoas que, em meio à pandemia da covid-19, não têm alternativa para obter suas rendas, principalmente aquelas que atuam na informalidade.

"Espero que esse projeto seja aprovado o mais rápido possível. São mais de 860 mil de baianos que se encaixam nesses critérios e vão poder economizar o dinheiro que seria usado para pagar a conta de água. Além disso, as 677 mil ligações de energia elétrica beneficiam diretamente mais de dois milhões de pessoas que residem na Bahia. Juntos, esses valores representam mais do que uma cesta básica, por exemplo", disse o governador baiano.

Estado registra 3ª morte pela covid-19

A Secretaria de Saúde na Bahia registrou hoje a terceira morte provocada por complicações do novo coronavírus no estado.

A vítima era um homem de 88 anos, que sofria de diabetes, tinha cardiopatia, usava marca-passo e foi tabagista até os 40 anos.

O idoso, cujo nome não foi informado, estava internado desde o dia 23 de março na UTI (unidade de terapia intensiva) de um hospital particular de Salvador.

Conforme o boletim mais recente, a Bahia contabiliza 267 casos confirmados de covid-19 —outros 1.763 foram descartados.

Os três óbitos confirmadas até agora ocorreram na capital soteropolitana.

O primeiro deles —de um idoso de 74 anos— foi notificada no último domingo (29).

A segunda morte foi registrada na segunda (30). A vítima era um paciente de 64 anos.

Ambos estavam internados em hospitais particulares e tinham histórico de doenças pré-existentes, condição que os colocavam em grupo de risco.

Coronavírus