PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Coronavírus: Jovens quebram quarentena, promovem festa e furtam residência

PM-MG/Divulgação
Imagem: PM-MG/Divulgação

Daniel Leite

Colaboração para o UOL, em Juiz de Fora

27/04/2020 19h31

Um grupo de 20 pessoas quebrou a quarentena promovendo uma festa durante três dias em São José da Lapa (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte, e parte delas foi presa por furto e ameaça. Além das prisões, alguns responderão por posse ilegal de armas e tráfico de drogas.

Segundo a polícia, a reunião do grupo começou na última sexta-feira e terminou hoje pela manhã. A cidade tem um decreto que proíbe eventos com aglomeração por causa da pandemia da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Esse alerta, inclusive, consta no boletim de ocorrência da PM.

A festa aconteceu em um sítio alugado no bairro Maravilhas. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados pela polícia.

As autoridades foram chamadas depois que pelo menos três das 20 pessoas da festa invadiram uma casa ao lado da propriedade onde estavam desde sexta.

Na hora em que cometiam os furtos de objetos do lado de fora da residência, uma mulher que estava no interior do imóvel ligou para o marido, que havia saído para trabalhar. Ele retornou para o local e, na entrada, foi ameaçado de morte por um dos suspeitos.

Ao chegar, a polícia fez buscas no sítio onde os jovens quebraram a quarentena por três dias. Muitos ainda estavam dormindo. Os militares não conseguiram localizar o dono do sítio, onde, de acordo com a PM, já houve anteriormente outra denúncia de perturbação do sossego e brigas.

Foram apreendidos com o grupo um revólver e munição calibre 38, garrafas de bebida alcoólica, duas barras de maconha, além de R$ 575 em dinheiro.

A polícia prendeu dois adultos e um menor foi apreendido. O conselho tutelar acompanhou o caso, de acordo com a sala de imprensa da PM.

Coronavírus