PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
7 meses

Filho é suspeito de matar mãe com socos e chutes em condomínio do Rio

Condomínio Barrabella Inn, onde ocorreu o crime - Arquivo pessoal
Condomínio Barrabella Inn, onde ocorreu o crime Imagem: Arquivo pessoal

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

07/06/2020 13h53

A Polícia Civil do Rio prendeu ontem um homem de 30 anos suspeito de matar a própria mãe, de 70 anos. O crime aconteceu em um condomínio na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Lucia Regina Gomes Alves foi morta a socos e chutes após uma discussão. De acordo com a Delegacia de Homicídios, o homem —que não teve o nome divulgado— foi preso em outro imóvel da família, onde estava escondido.

Uma moradora do prédio, que pediu para não ser identificada, contou que vizinhos chamaram a polícia depois de ouvirem muitos gritos ontem à noite.

"Eram muitos gritos, muito barulho, a polícia veio e entrou no apartamento, mas já era tarde, a mulher já estava morta."

Uma outra moradora do edifício conta que o homem fugiu, antes de a polícia chegar, pulando o muro para outro condomínio.

"Eu ouvi apenas barulhos de móveis arrastando, correria. Mas como meu vizinho tem criança, não suspeitei de nada. O que eu vi apenas foi uma pessoa pulando o muro do prédio e invadindo o prédio ao lado."

De acordo com a Polícia Militar, o batalhão da área foi acionado, as informações sobre os gritos foram confirmadas pelo porteiro, e os policiais, na presença de uma moradora, arrombaram a porta do imóvel, onde encontraram a vítima caída no chão e ensanguentada. "O Samu foi acionado e, chegando ao local, atestou o óbito", informou a corporação.

O crime ocorreu no condomínio Barrabella Inn, em uma rua perpendicular à praia da Barra da Tijuca, na zona oeste. Segundo os moradores, a vítima morava sozinha. "Era uma pessoa muito ativa", definiu um dos moradores que conversaram com o UOL.

Cotidiano