PUBLICIDADE
Topo

Prefeito de BH diz que só serviço essencial funcionará a partir de segunda

Alexandre Kalil (PSD), prefeito de Belo Horizonte, anunciou fechamento do comércio não essencial - Amira Hissa/Divulgação
Alexandre Kalil (PSD), prefeito de Belo Horizonte, anunciou fechamento do comércio não essencial Imagem: Amira Hissa/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

26/06/2020 15h31

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou hoje que só serviços essenciais funcionarão na cidade a partir da próxima segunda-feira (29) por tempo indeterminado. O anúncio foi feito em entrevista coletiva. A decisão freia processo de flexibilização que começou há um mês na capital mineira.

Poderão continuar funcionando: hospital, farmácia, clínica e consultório médico, clínica veterinária, hipermercado, supermercado, armazém, mercearia, padaria, sacolão, hortifruti, açougue, posto de combustíveis, ótica, loja de material de construção, agência bancária, lotérica e agência dos Correios.

"Quando fui alarmista, que avisei que o bombardeio ia chegar, todos os aproveitadores de plantão usaram muito isso. Então, quero avisá-los que o bombardeio chegou na nossa cidade e vamos tentar controlá-lo. Quero dizer para a população: não estamos de férias. Fique em casa. Se houver churrasco num condomínio, denuncie, chame a polícia", disse Kalil.

O prefeito ainda anunciou que irá sancionar o projeto de lei aprovado ontem pela Câmara Municipal de Belo Horizonte que obriga o uso de máscaras nos espaços públicos e estabelecimentos da capital, sob pena de multa.

Nesta semana, Kalil já havia suspendido o processo de flexibilização e chegou a ameaçar decretar lockdown na capital mineira.

Ontem, a taxa de leitos de UTI ocupados específicos para o combate ao coronavírus bateu recorde em Belo Horizonte. Segundo o boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde divulgado ontem, 252 unidades para atender pacientes com quadros graves estavam sendo utilizadas na última quarta-feira, o que representa cerca de 85% do total.

Coronavírus