PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês
Prefeito de São Roque promete ignorar recuo à fase vermelha: 'Nada muda'

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

27/06/2020 13h10

O prefeito de São Roque (SP), Claudio Góes (PSDB), declarou que vai ignorar o anúncio do governo estadual de que o município deve regredir para a fase vermelha (fase 1) do plano de flexibilização da economia, o chamado Plano São Paulo. A fase vermelha é a mais rígida dentre as cinco fases propostas no plano: nela, apenas comércios essenciais, como mercados e farmácias, podem funcionar.

São Roque pertence à região de Sorocaba (SP). Ontem, em uma atualização da situação das regiões do estado nas fases do plano, o governador João Doria (PSDB) anunciou que toda a região de Sorocaba deve regredir da fase laranja (fase 2), menos restritiva, para a vermelha.

Em uma transmissão ao vivo realizada na noite de ontem, Góes defendeu que os indicadores de saúde de São Roque não são compatíveis com as restrições impostas pela fase vermelha. Até ontem, segundo ele, a cidade registrava 193 casos confirmados da covid-19 e nove óbitos.

O prefeito disse ainda que esperava que a cidade evoluísse para a fase amarela (fase 3) do plano, em que há autorização para a abertura de bares, salões de beleza e academias.

"Fomos surpreendidos com a informação do governo do estado de São Paulo que retroagiríamos para a fase vermelha. Sabemos que estamos dentro da região metropolitana de Sorocaba. Porém, eu tenho um relatório do nosso departamento de Saúde para permanecermos na fase laranja. E, mais do que isso, para progredirmos para a fase amarela", afirmou.

Por ora, nada muda em São Roque. Continuaremos na fase laranja e informo a todos que no início da próxima semana estarei trabalhando em busca da evolução para a fase amarela
Claudio Góes, prefeito de São Roque (SP)

Góes afirmou ainda que os relatórios elaborados pela equipe de saúde do município seguem a "regra científica organizada pelo próprio governo do estado de São Paulo".

Procurada pelo UOL, a Secretaria de Desenvolvimento Regional afirmou, em nota, que "o governo de São Paulo mantém diálogo permanente com prefeitos, setores produtivos e sociedade civil para planejar a retomada consciente das atividades econômicas após a pandemia do coronavírus".

A pasta disse ainda que "os decretos e ações dos municípios precisam observar a classificação dada pelo Plano São Paulo, que foi baseada no panorama de evolução da doença e na capacidade de atendimento da saúde pública nas suas regiões". A secretaria não respondeu, no entanto, se o prefeito de São Roque pode ser penalizado caso não siga a nova classificação do Plano São Paulo.

Além da região de Sorocaba, outras oito regiões do interior do estado estão na fase vermelha. São elas: Araçatuba, Registro, Bauru, Marília, Presidente Prudente, Franca, Ribeirão Preto e Piracicaba.

Capital é autorizada a reabrir bares e restaurantes

Ontem, o governo do estado também anunciou que a capital paulista poderá permitir a reabertura de bares, restaurantes e salões de beleza a partir da próxima segunda-feira.

O prefeito da cidade, Bruno Covas (PSDB), porém, recebeu uma recomendação do comitê de saúde e disse vai esperar até sexta-feira da próxima semana para avaliar se colocará a medida em prática no dia 6 de julho, uma segunda-feira.

Cotidiano