PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Cidade no RJ descumpre ordem judicial e mantém comércio aberto pelo 2º dia

Pessoas circulam em Duque de Caixas em dia de comércio aberto, apesar de proibição judicial - Reprodução/TV Globo
Pessoas circulam em Duque de Caixas em dia de comércio aberto, apesar de proibição judicial Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo*

26/06/2020 16h36

A cidade de Duque de Caxias (RJ) manteve o comércio aberto pelo segundo dia consecutivo mesmo com uma decisão da Justiça que suspende a flexibilização que reabria os estabelecimentos em meio à pandemia do novo coronavírus.

A TV Globo flagrou pessoas circulando normalmente nas áreas comerciais de Caxias, algumas delas sem usar máscara de proteção contra o vírus. Em uma papelaria, a reportagem da emissora ouviu de uma funcionária que a fiscalização da prefeitura só ocorreu no começo da crise da covid-19.

Segundo a emissora, o prefeito Washington Reis (MDB) está sujeito a uma multa de R$ 30 mil pelo descumprimento desta decisão. Ele já havia sido multado em R$ 20 mil por não cumprir outra determinação judicial em maio (leia mais abaixo).

"A gente já colocou a fiscalização na rua, mas não é tarefa fácil. Eu não consigo fechar. A arrecadação já caiu mais de 40%. Eu queria também uma decisão judicial que ensinasse a fechar conta e fazer milagre", disse o prefeito ao RJTV ontem logo após a determinação da Justiça.

Até ontem, segundo boletim divulgado pela Secretaria estadual de Saúde do Rio de Janeiro, a cidade de Duque de Caxias tinha 2.923 casos acumulados de infecção pelo coronavírus, ocupando a quinta colocação em diagnósticos no estado. Porém, com 410 mortes, a cidade é a segunda colocada no ranking de óbitos, perdendo apenas para a capital.

Cidade foi alvo de decisão judicial em maio

A prefeitura já havia tentado reabrir o comércio em maio, mas também foi impedida pela Justiça na ocasião. Washington Reis chegou a ser multado pela medida.

Em março, ele disse que não fecharia as igrejas da cidade com a justificativa de que a cura para a covid-19 viria de lá. Em abril, o prefeito contraiu o vírus e teve que ser internado.

* Com informações da Agência Brasil

Coronavírus