PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

SP anuncia abertura de parques; academias são liberadas mediante protocolo

Do UOL, em São Paulo

09/07/2020 11h34Atualizada em 09/07/2020 12h38

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou hoje a reabertura de parques municipais na capital paulista a partir da próxima segunda-feira (13). O decreto que permitirá a reabertura deverá ser publicado amanhã no Diário Oficial do Município.

A medida, anunciada em coletiva de imprensa, faz parte do processo de flexibilização das atividades na cidade que estavam fechadas por causa da pandemia do novo coronavírus. A capital está na fase amarela (3) do plano estabelecido pelo governo do estado.

Num primeiro momento serão reabertos 70 dos 108 parques da cidade. O funcionamento será das 10h às 16h, de segunda a sexta-feira. Apenas os parques do Ibirapuera (zona sul) e do Carmo (zona leste), que são os maiores da capital, vão funcionar em horário diferente: das 6h às 16h.

Só será permitida a entrada de até 40% da capacidade total de público. O controle de visitantes será feito por equipes da prefeitura nos portões. Em todos os parques deverá haver uma tenda para medição de temperatura.

Será obrigatório o uso de máscara dentro dos parques e só serão permitidas caminhadas, corridas e pedaladas de bicicleta. Atividades em grupo e o uso de quadras e parquinhos seguem proibidos. Os bebedouros estarão lacrados.

Academias e empresas de audiovisual

O prefeito também afirmou que está finalizando um protocolo de segurança com os setores de academias e audiovisuais e deve ser anunciada amanhã a reabertura dessas atividades a partir de segunda-feira.

Na semana passada, o governo do estado informou as medidas de segurança que as academias devem seguir para reabrirem. Elas só poderão funcionar 6 horas por dia e com, no máximo, 30% da capacidade.

Para isso, os alunos precisarão fazer agendamento prévio e os treinos serão individuais, com uso obrigatório de máscara. A limpeza dos equipamentos deverá ser feita três vezes ao dia e os vestiários deverão estar lacrados.

Coronavírus