PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Pai e mãe de deputado Cleber Verde são mortos no Maranhão

Pai e mãe do deputado Cleber Verde foram mortos em fazenda em Turiaçu, no Maranhão - Reprodução/Facebook
Pai e mãe do deputado Cleber Verde foram mortos em fazenda em Turiaçu, no Maranhão Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

15/07/2020 13h42

Dois idosos foram mortos entre ontem e hoje na cidade de Turiaçu, no Maranhão. Maria Graça Cordeiro Mendes e Jesuino Cordeiro Mendes são mãe e pai do deputado federal Cleber Verde, do Republicanos, e do ex-deputado estadual Júnior Verde. A assessoria de Cleber lamentou "o assassinato brutal e covarde de dois idosos indefesos".

Turiaçu fica a 154 km da capital São Luís, e o crime teria ocorrido na fazenda do casal.

De acordo com a TV Mirante, Maria da Graça foi atingida por golpes de arma branca e encontrada ontem, na própria fazenda. O corpo de Jesuíno foi achado hoje pela polícia. Ele foi baleado.

Segundo a emissora, dois adolescentes foram identificados e apontados como suspeitos de terem cometido os assassinatos. Um terceiro envolvido no caso, um adulto, morreu em confronto com a polícia. Uma quarta pessoa é investigada.

A assessoria de imprensa de Cleber publicou uma mensagem de luto nas redes sociais do deputado.

"É difícil encontrar palavras que traduzam a tristeza e a indignação que todos nós, amigos da família Cordeiro Mendes, estamos sentindo neste momento. Dona Maria Graça Cordeiro Mendes e Sr. Jesuino Cordeiro Mendes eram pessoas de bem, que lutaram muito para criar seus filhos com dignidade, fé e resiliência. Eles não mereciam receber tamanha violência, quando tudo o que propagavam era paz, generosidade e amor ao próximo", diz o comunicado.

"O assassinato brutal e covarde de dois idosos indefesos é algo que causa revolta e não pode ficar impune. Consternados e solidários, unimo-nos em oração para que Deus coloque sua mão misericordiosa e de amor para amenizar a dor dessa perda irreparável", conclui a nota.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, o nome do deputado federal é Cleber Verde, e não Carlos Verde. A informação foi corrigida.

Cotidiano