PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias
Menino de 7 anos morre após ser atingido por postes na Baixada Fluminense

Samuel Vítor de Oliveira Rodrigues acompanhava jogo do irmão quando foi atingido por estruturas que desabaram - Acervo pessoal
Samuel Vítor de Oliveira Rodrigues acompanhava jogo do irmão quando foi atingido por estruturas que desabaram Imagem: Acervo pessoal

Tatiana Campbell

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

29/09/2020 13h42

Um menino de sete anos que sonhava em ser jogador de futebol morreu ontem a noite após ser atingido por dois postes no bairro Barro Vermelho, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

Samuel Vítor de Oliveira Rodrigues acompanhava um jogo do irmão mais velho quando as estruturas desabaram e atingiram a criança, que estava brincando com alguns amigos. Ele chegou a ser levado para um hospital da região, mas não resistiu.

De acordo com moradores do local, a prefeitura realizava obras para revitalizar uma praça da região que sempre fica movimentada por crianças e idosos.

A tia do menino, Mariana Silva, disse ao UOL que a mãe de Samuel está muito abalada e tendo picos de pressão. Ela explicou como tudo aconteceu.

"Há mais de 20 anos que tem esse futebol no campinho. O Samuel era louco por futebol. Ontem, ele treinou mais cedo e ia para casa, mas como o irmão mais velho ia jogar, ele ficou para assistir. Nisso, dois postes que estavam empilhados por causa da obra e deveriam estar mal colocados se desprenderam e começaram a rolar: um atingiu as perninhas dele e ele ficou preso, e o outro acertou a cabeça", descreveu.

"As pessoas que estavam ali no local chamaram o Corpo de Bombeiros e ele deu entrada no hospital já sem vida. A Prefeitura até agora não procurou a gente. A quadra estava cheia é da rotina de todas as crianças brincarem ali, mas aí ontem aconteceu essa fatalidade", acrescentou Mariana.

O enterro do Samuel Vítor de Oliveira Rodrigues acontece hoje, às 16h, no Cemitério de Nova Iguaçu. Pelas redes sociais, amigos e familiares do menino pedem por justiça e cobram respostas. A mãe da criança, Caren Regina, disse que o filho chegou a pedir uma chuteira de presente no Dia das Crianças. Ela fala que Samuel era sempre muito carinhoso.

"Quando eu estava sempre triste, você falava cada palavra. Como você sempre dizia 'mãe, você é tão linda'; 'mãe, você é tudo para mim'. Meu filho, a dor aqui é grande. Você sempre será lembrado. Onde você chegava, você trazia alegria. Não entendo o porquê, mas Deus sabe de todas as coisas. Meu Peppa, meu Samuca", escreveu a mãe pelo Facebook

Caren FB - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Ainda de acordo com Mariana Silva, o menino era adorado por todos do bairro.

"Ele era uma criança muito ativa, espontâneo, ele era muito grudado comigo. Onde eu ia, eu levava ele. Todos do bairro gostavam dele, era amigo de todo mundo. É uma perda inexplicável para todos nós. Os amiguinhos estão muito tristes. Ele era uma criança muito amorosa."

A delegada Bárbara Lomba, quem acompanha o caso, conversou com a reportagem do UOL e informou que os agentes estão realizando as primeiras diligências. A delegada disse que a família do menino já foi ouvida e que agora vai colher o depoimento das testemunhas.

Por meio de nota, a Prefeitura de Belford Roxo informou que está apurando o caso e que dará todo suporte necessário à família. Confira a nota na íntegra:

"A Prefeitura de Belford lamenta o ocorrido com o menino Samuel Vítor de Oliveira Rodrigues e dará todo suporte necessário à família."

"O órgão destaca que a área onde ocorreu o acidente estava sendo limpa para em seguida ser feita licitação para obras de revitalização."

"A Prefeitura irá apurar o ocorrido para verificar as causas do acidente".

Cotidiano