PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Pacientes são retirados de hospital após princípio de incêndio em Brasília

Pacientes da UTI precisaram ser retirados de seus leitos - Reprodução/GloboNews
Pacientes da UTI precisaram ser retirados de seus leitos Imagem: Reprodução/GloboNews

Luiza Missi

Do UOL, em São Paulo

17/10/2020 21h25

Um princípio de incêndio em um hospital em Brasília levou a equipe a esvaziar alguns andares na noite de hoje. De acordo com o Hospital Santa Lúcia Norte, ninguém ficou ferido, e o fogo logo foi controlado.

As chamas começaram por volta das 19h na casa de bomba, no último andar do centro médico, de acordo com a instituição. A equipe de brigadistas do hospital conseguiu apagar o fogo, e logo em seguida o Corpo de Bombeiros foi acionado.

O hospital afirma que a retirada dos pacientes foi feita de forma preventiva. "Como medida de segurança preventiva, o HSLN evacuou alguns andares cumprindo todos os protocolos de segurança para a realização adequada de varredura e o local já foi liberado pelo Corpo de Bombeiros e o atendimento médico seguirá normalmente na unidade", diz a nota enviada ao UOL.

Em entrevista à GloboNews, o cardiologista Raoni de Castro Galvão lembrou o momento em que ouviu gritos nos corredores:

"Pensei que pudesse ser uma briga, mas eram o segurança e o brigadista do hospital gritando 'fogo, não é um treinamento, vamos evacuar o hospital'! Inicialmente, a preocupação era com os pacientes. Foi um trabalho braçal, estamos bem cansados, mas graças a Deus a situação já está controlada e os pacientes estão retornando para a UTI, no segundo andar", disse.

"Foi um grande desafio, alguns pacientes que precisam, principalmente, de ventilação mecânica, conseguiram equipamentos no pronto-socorro, outros ficaram com ventiladores portáteis", completou o médico.

Cotidiano