PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Assaltante de bancos morre em confronto com a Polícia Militar no RN

João Alves Nunes (foto), conhecido como João da Besta, possuía uma extensa ficha criminal, incluindo latrocínios, sequestros, homicídios, tráfico de drogas e assaltos - Polícia Militar do RN/Divulgação
João Alves Nunes (foto), conhecido como João da Besta, possuía uma extensa ficha criminal, incluindo latrocínios, sequestros, homicídios, tráfico de drogas e assaltos Imagem: Polícia Militar do RN/Divulgação

Anderson Santana

Colaboração para o UOL, em João Pessoa

21/10/2020 20h31

O 7º Batalhão de Polícia Militar do RN recebeu denúncias e partiu para uma averiguação na tarde de hoje, na zona rural do município de Umarizal, a cerca de 340 km de Natal. Ao chegar ao local, a guarnição foi recebida com tiros de João Alves Nunes, conhecido por "João da Besta", considerado um dos mais perigosos assaltantes de bancos da região, que morreu durante o confronto.

De acordo com a polícia, ele possuía uma extensa ficha criminal, incluindo latrocínios, sequestros, homicídios, tráfico de drogas e assaltos.

João da Besta realizou assaltos a bancos nas cidades Baraúnas e Martins, e assassinou o Capitão do Exército Francisco de Assis da Fonseca. Também no Rio Grande do Norte, foi acusado de assaltar agências dos Correios em São Miguel, Itaú, Umarizal e Olho D'água dos Borges.

Em 2010, ele foi preso na cidade de São Paulo pelos crimes. Já em 2014, foi detido pelo porte de 20 kg de crack, em Montes Claros (MG), que seriam distribuídos pelo Nordeste.

Major Brilhante, que comandou a operação, afirmou que "foi necessário revide e na troca de tiros, (e) o criminoso acabou sendo baleado".

Ele foi socorrido pelos próprios policiais para o hospital da cidade, mas não resistiu. "Foram apreendidas munições, revólver e drogas no local", informou o major.

Cotidiano