PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês
Morre criança de 5 anos vítima de explosão com botijão de gás no RJ

Explosão de botijão de gás feriu uma família no RJ; menina morreu ontem - Divulgação/Prefeitura de Duque de Caxias
Explosão de botijão de gás feriu uma família no RJ; menina morreu ontem Imagem: Divulgação/Prefeitura de Duque de Caxias

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

30/11/2020 12h59

Morreu ontem a menina Maria Eduarda Gomes, de 5 anos, uma das quatro vítimas graves da explosão de um botijão de gás, que ocorreu em uma casa em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. O caso ocorreu no último dia 25. A criança teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

Maria Eduarda estava internada no CTI Pediátrico do Hospital Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias. Ela teve queimaduras de 2º grau em 55% do corpo, respirava com ajuda de aparelhos e o estado de saúde era considerado gravíssimo, de acordo com a unidade.

Outros três familiares da menina, que também foram vítimas da explosão, seguem internados no hospital.

Jorge Luiz Pereira, de 8 anos está no CTI Pediátrico e respira sem ajuda de aparelhos O menino teve 45% do corpo queimado e o estado de saúde é considerado estável.

Jorge Luiz Pereira da Silva, de 45 anos, tem estado de saúde considerado grave, porém estável. Ele está no CTI e respira através de aparelhos. Segundo a unidade, o paciente está sedado e medicado com analgésicos. Ele segue monitorado pela terapia intensiva.

Já Jéssica Gomes da Silva, de 25 anos, também está no CTI, respira com ajuda de aparelhos e segue sedada com medicamentos para a dor. O estado de saúde dela é grave, mas estável.

Relembre o caso

A família estava em uma casa na Rua Manoel Cunha, no bairro de Coelho da Rocha, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, quando houve uma explosão provocada por um botijão de gás. Os Bombeiros foram acionados por volta de 5h.

Ao todo, oito pessoas se feriram. Além dos quatro parentes encaminhados em estado grave para o hospital Adão Pereira Nunes, uma mulher identificada como Núbia Maria, de 74 anos, também foi levada para uma unidade hospitalar. O Hospital da Posse, em Nova Iguaçu - onde ela foi atendida, informou que a paciente foi atendida e liberada no mesmo dia. Nubia sofreu apenas um corte na cabeça.

Outras duas pessoas, um homem de 26 anos e um idoso, de 83, foram atendidos no local e dispensaram atendimento médico.

A Polícia Civil informou que uma perícia foi realizada no imóvel de dois andares, onde ocorreu a explosão.

Cotidiano