PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Clube de Santos é multado em R$ 20 mil após aglomeração em festa

Baile de debutante no final de semana violou regras de combate à pandemia do novo coronavírus - Reprodução
Baile de debutante no final de semana violou regras de combate à pandemia do novo coronavírus Imagem: Reprodução

Rafaella Martinez

Colaboração para UOL, em São Vicente (SP)

12/01/2021 11h21

Após a divulgação de imagens de aglomeração e outros desrespeitos às regras de combate à pandemia do novo coronavírus, o clube que sediou um baile de debutante no último sábado (9) em Santos (SP) foi multado em R$ 20 mil pela Prefeitura da cidade.

Promovida pelas secretarias de Saúde e de Finanças, a ação de fiscalização resultou em duas autuações: uma por aglomeração de convidados (uma vez que a fase atual do Plano São Paulo não permite eventos com o público em pé) e outra pelo descumprimento da medida que obriga o uso de máscara facial em ambientes fechados, conforme determina o Decreto Municipal nº 9.062/2020.

Segundo a chefe da Vigilância Sanitária, Luciane Valente, a ação também teve como objetivo evitar novas ocorrências no local.

"Os agentes foram à administração do clube e entregaram, além da multa, um termo de intimação para ciência de que devem ser cumpridos os protocolos em vigor, de acordo com as regras do Plano São Paulo de retomada econômica", disse.

O clube também foi intimado pela Fiscalização da Secretaria de Finanças a encerrar a atividade de sediar festas, já que não tem cadastro na Prefeitura para essa atividade.

Por telefone o Clube de Regatas Saldanha da Gama afirma que irá recorrer, uma vez que foi firmado um contrato de locação onde os locatários deveriam cumprir as medidas de segurança para conter a pandemia. Disse ainda que os diretores estão reunidos com o corpo jurídico da instituição para deliberar sobre outras ações sobre o caso.

Os organizadores da festa não foram localizados.

Relembre o caso

As imagens do baile foram publicadas em um perfil que se propõe a divulgar festas e eventos que desrespeitam as normas de segurança para conter a pandemia do novo coronavírus. Nas imagens, é possível ver a máscara sendo usada apenas por quatro prestadores de serviço e uma convidada. Uma criança também usa a máscara, mas de forma incorreta, no queixo.

Além da repercussão nas redes, a Polícia Militar chegou a ser acionada ainda no sábado para atender uma ocorrência de desinteligência envolvendo questões cíveis contratuais entre contratante e contratado. No entanto, as partes envolvidas já tinham se entendido quando a equipe chegou ao local.

Coronavírus