PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Empresário sem CNH em BMW provoca acidente e mata casal em Macapá, diz PM

Abinoan Santiago

Colaboração para o UOL em Florianópolis

16/01/2021 16h57

Um acidente na madrugada de hoje em Macapá tirou a vida do chefe de cozinha Mickel da Silva Pinheiro, 42, e da esposa dele, a cozinheira Rosineide Batista Aragão, 49.

Ambos haviam acabado de sair do trabalho e se dirigiam para casa quando uma BMW conduzida pelo empresário Dawson da Rocha Ferreira, 39, colidiu com o veículo das vítimas fatais, segundo a Polícia Militar.

A suspeita é de que o empresário estava em estado de embriaguez. Ele não tinha a CNH (carteira nacional de habilitação, constatou os policiais militares. Garrafas de bebidas alcoólicas foram encontradas no interior do carro de luxo, aponta o boletim de ocorrência.

A colisão ocorreu na rua Padre Júlio, no bairro de Nova Esperança, na zona oeste de Macapá. De acordo com a PM, o chefe de cozinha e a cozinheira morreram ainda no local do acidente após ficarem presos entre as ferragens.

Imagens nas redes sociais mostram que o carro conduzido pelo casal ficou quase todo destruído. O painel e portas do veículo pararam a metros de distância.

Não foi possível realizar o teste de etilômetro no empresário porque as equipes policiais chegaram quando o suspeito já estava sob os cuidados médicos no Hospital de Emergências de Macapá. O quadro dele e do passageiro de 26 anos que estava na BMW é considerado estável.

"Nossa equipe se deslocou até o hospital, mas o médico plantonista não permitiu o uso etilômetro na boca do suspeito porque já estava sob os cuidados dos profissionais de saúde. Por esse motivo não apresentamos a prisão de imediato por não ser habilitado e por ter causado o homicídio no trânsito", explicou o tenente Tachior Furtado.

A advogada Dirce Bordalo, que defende o suspeito, afirmou que a Polícia Civil lavrou a prisão em flagrante por crime de trânsito. Ele deverá passar por audiência de custódia após alta hospitalar para saber se permanece preso ou se responderá o inquérito em liberdade.

Vídeos do empresário circulam nas redes sociais e mostram que ele estaria em um bar momentos antes do acidente. A defesa confirmou que se trata do Dawson, mas não assegurou que são do mesmo dia da colisão.

"Já assisti esses vídeos e são imagens que ele publicava em suas redes sociais. Não sei se são de ontem. Não sabemos onde ele estava antes do acidente porque ainda não conversei com meu cliente", afirmou a advogada.

Cotidiano