PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Covid-19: Caixão com indicação de risco biológico é achado em estrada na BA

Féretro com o corpo de Misael Vieira da Silva caiu durante transporte - Reprodução
Féretro com o corpo de Misael Vieira da Silva caiu durante transporte Imagem: Reprodução

Juliana Almirante

Colaboração para o UOL, em Salvador

26/01/2021 15h40

Um caixão com o corpo de um homem que tinha a identificação de risco biológico por covid-19 foi localizado no último sábado (23) em uma estrada não pavimentada da BR-135, entre os municípios de São Desidério e Correntina, no oeste baiano.

O caixão foi achado por pessoas que passavam pelo local. Como havia um papel com o número do telefone da funerária, avisaram ao estabelecimento sobre o ocorrido.

O corpo estava vedado em um plástico com identificação de "risco biológico classe III Covid-19".

Próximo ao corpo, havia a identificação com o nome do homem: Misael Vieira da Silva. Ele havia sido transportado do Hospital Geral do Oeste, que fica na cidade de Barreiras. Após ser chamada, a funerária encaminhou uma equipe para retirar o caixão do local.

Em nota ao UOL, a Prefeitura de Correntina informou que o caixão caiu na estrada, localizada na comunidade de Ponte Velha, quando era levado por um carro funerário, com destino à cidade de Coribe. No entanto, o motorista não percebeu o que houve.

Ainda segundo a Prefeitura, o homem era morador da cidade de Coribe. A reportagem não conseguiu contato com a Prefeitura de Coribe. Não há informações sobre o sepultamento.

O Hospital Geral do Oeste confirmou que o paciente tinha covid-19 e que havia sido deslocado da unidade de saúde. Em nota, o hospital afirmou que é "de responsabilidade da família todo o trâmite referente ao velório e sepultamento, bem como a contratação da funerária encarregada de realizar o transporte do corpo".

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado, o telefone encontrado no caixão era de uma funerária, e não de uma imobiliária. A informação foi corrigida.

Coronavírus