PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Vereador de Belo Horizonte sofre lesões durante assalto em São Paulo

Gabriel Azevedo suspendeu as redes sociais e está sendo acompanhado por médicos em casa - Instagram/Reprodução
Gabriel Azevedo suspendeu as redes sociais e está sendo acompanhado por médicos em casa Imagem: Instagram/Reprodução

Ígor Passarini

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

01/03/2021 15h15

O vereador reeleito de Belo Horizonte Gabriel Azevedo (Patriotas), de 34 anos, foi agredido de forma violenta durante um assalto em São Paulo na noite de sábado (27). De acordo com o parlamentar, ele estava na capital paulista para gravações.

Segundo o Boletim de Ocorrência, registrado na manhã de ontem no 16º Distrito Policial, o vereador foi abordado na noite anterior, por volta das 21h, na rua Rego Freitas, no bairro República, enquanto deslocava-se sozinho para pegar um táxi.

Pelo menos cinco homens o atingiram com socos e chutes, provocando uma fratura próxima ao olho direito, além de outras lesões no rosto e em membros inferiores. Ele foi atendido no hospital Santa Cruz, na Vila Mariana.

"Para roubar meu celular e meu relógio de pulso, um grupo numeroso me agrediu de forma violenta na rua, causando hematomas profundos e fraturas na face", declarou o vereador em nota.

Além dos eletrônicos da marca Apple, também foram levados documentos e cartões. Azevedo se mostrou abalado com o ocorrido.

"A barbárie assusta, mas não triunfa. Vamos prevalecer", afirmou.

Ele informou que está em casa, em Belo Horizonte, sendo acompanhado por médicos e que a orientação é de repouso até a completa recuperação.

Os perfis no Instagram, Facebook e Twitter foram desativados pelo vereador. Segundo a coordenação do seu mandato, a decisão foi tomada por medidas de segurança, visto que dados sensíveis foram roubados.

Ainda de acordo com a equipe, Azevedo não acredita que a ação tenha sido planejada. "As pessoas que o atacaram não sabiam quem ele era. Outras pessoas que estavam na mesma região central de São Paulo relataram roubos violentos na mesma noite", informou a assessoria do vereador por e-mail ao UOL.

Quem é Gabriel Azevedo

Em 2020, Azevedo foi reeleito vereador de Belo Horizonte com 13.088 votos, sendo o quarto parlamentar mais votado na capital mineira.

O vereador foi diagnosticado com covid-19 em 17 março do ano passado, dias após realizar uma festa de aniversário para 200 pessoas em uma casa de eventos de Belo Horizonte.

Também no ano passado, Gabriel Azevedo declarou que poderia pedir o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), caso não apresentasse provas de que houve fraude nas eleições de 2018.

Em maio, Azevedo usou as suas redes sociais para falar sobre como é ser um homem bissexual. No texto, ele disse que acredita ser importante fazer um posicionamento sobre sua sexualidade, apesar de compreender que o assunto é de foro íntimo e que só diz respeito a ele mesmo.

Confira a nota oficial do vereador sobre o assalto:

Nesse último final de semana estive a trabalho em São Paulo para gravações e, infelizmente, fui vítima de um roubo. Para roubar meu celular e meu relógio de pulso, um grupo numeroso me agrediu de forma violenta na rua, causando hematomas profundos e fraturas na face. O boletim de ocorrência foi registrado. Os primeiros cuidados já foram tomados. Outros serão necessários.

Estou sendo acompanhado por médicos e a orientação é de repouso até minha completa recuperação e, por isso, conto com a compreensão de vocês. As mídias sociais estão suspensas. As atividades parlamentares seguirão na medida do possível, de forma remota.

Peço que notificações sobre problemas da cidade sejam enviadas pelo aplicativo Tem Meu Voto (disponível na AppStore e no GooglePlay). Para demais contatos, há o e-mail ver.gabriel@cmbh.mg.gov.br e o WhatsApp do gabinete +55 31 99879-2849. Peço a gentileza de evitarem meu número pessoal de WhatsApp. Preciso me recompor.

A barbárie assusta, mas não triunfa. Vamos prevalecer.

Vereador Gabriel, 1° de março de 2021

Cotidiano