PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Idoso é resgatado a pé em estrada, tentando conseguir atendimento médico

José Costa, 73 anos, tentava chegar a pé a Uberlândia (MG) - PRF/Divulgação
José Costa, 73 anos, tentava chegar a pé a Uberlândia (MG) Imagem: PRF/Divulgação

Rodrigo Scapolatempore

Colaboração para o UOL, em Uberlândia (MG)

17/04/2021 20h41Atualizada em 18/04/2021 07h03

José Costa, de 73 anos, foi socorrido por policiais rodoviários enquanto tentava chegar a pé de Paracatu até Uberlândia (MG) para conseguir atendimento médico. Pela estrada, as cidades ficam a cerca de 340 quilômetros de distância.

O aposentado estava às margens da BR-365 no final da tarde de quinta-feira (15), debaixo de um sol escaldante, com mochila e duas bolsas de viagem, quando foi avistado pela Polícia Rodoviária Federal na altura de Guimarânia, um pouco além da metade do caminho que pretendia percorrer.

Os policiais informaram ao UOL que o idoso aparentava extrema exaustão, por causa da longa jornada. Ele contou que estava faminto e que, por algumas vezes, havia tentado pegar carona, sem sucesso.

Segundo a PRF, José Costa relatou que precisava chegar "de qualquer jeito" a Uberlândia para tentar uma cirurgia oftalmológica na rede de saúde pública. Um pouco desnorteado, o senhor não soube explicar aos policiais há quantos dias estava caminhando.

Passagem de ônibus

Sensibilizados, os agentes quebraram o protocolo e pagaram um almoço em uma churrascaria para o idoso, onde ele também se hidratou e se higienizou. Depois, o senhor foi levado para a Secretaria de Ação Social de Guimarânia.

Após triagem e procedimento de praxe, a administração da cidade providenciou passagens de ônibus para que ele pudesse finalmente chegar até Uberlândia.

A equipe da PRF o monitorou até a rodoviária. Como ele é do grupo de risco, máscaras da polícia para proteger da covid-19 também foram doadas ao idoso.

Distância e tempo

O UOL fez o cálculo aproximado, baseado em uma velocidade média para saber quanto tempo demoraria para fazer esses 340 km a pé.

Se uma pessoa caminha a uma velocidade de 8 km/h, ela pode percorrer 100 quilômetros em 12,5 horas. Assim, seria possível, em tese e sem dormir, percorrer 340 km em quase dois dias completos.

No entanto, no caso do idoso, é preciso ponderar outras condições relevantes, como idade, calor e as partes íngremes da estrada.

Cotidiano