PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
3 meses

Juíza do Rio e advogada são sequestradas por 7h no interior de SP

Polícia realiza prisões em flagrante após o sequestro  - Reprodução/RGTV
Polícia realiza prisões em flagrante após o sequestro Imagem: Reprodução/RGTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/06/2021 12h31Atualizada em 01/06/2021 12h34

Quatro homens foram presos ontem, suspeitos de participarem do sequestro de uma juíza e uma advogada em Campo Limpo Paulista (SP), de acordo com a Polícia Civil. As vítimas ficaram presas dentro de um carro durante sete horas, segundo a TV Globo.

As irmãs, de 61 e 67 anos, haviam ido a uma chácara da família para supervisionar reformas quando foram surpreendidas pelos homens. Uma delas é juíza do trabalho da cidade de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, e a outra, advogada de São Paulo.

Durante o tempo em que ficaram presas dentro do automóvel, seus pertences foram roubados e alguns saques foram realizados nas cidades de Jarinu, Campo Limpo Paulista e Jundiaí.

Após perderem contato com a família, a filha de uma das sequestradas ficou preocupada e decidiu checar a conta bancária da mãe. Ao perceber os saques feitos, contatou a polícia e uma busca foi iniciada.

A Polícia Civil de Campo Limpo Paulista pediu reforço para a Guarda Civil Municipal para encontrar o veículo. Algumas horas mais tarde, as irmãs foram resgatadas no distrito do Botujuru.

A ocasião resultou na prisão em flagrante de dois homens, de 25 e 27 anos, que estavam em posse de uma arma falsa, utilizada para amedrontar as vítimas.

Durante a noite outros dois suspeitos foram detidos, um deles um um adolescente de 14 anos, que foi levado à Delegacia de Investigações Gerais (DIG), em Jundiaí.

À emissora, a Polícia Civil informou que a investigação sobre o caso continua em aberto. Se confirmadas as participações no crime, os suspeitos serão acusados formalmente de roubo mediante sequestro e extorsão.

Cotidiano