PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Corpo encontrado em SP é de soldado da PM desaparecido

Soldados Leandro Martins, desaparecido, e Juliane dos Santos Duarte, morta em 2018, em destaque na foto - Acervo Pessoal
Soldados Leandro Martins, desaparecido, e Juliane dos Santos Duarte, morta em 2018, em destaque na foto Imagem: Acervo Pessoal

Do UOL, em São Paulo

06/06/2021 11h00Atualizada em 07/06/2021 09h48

O corpo do policial militar Leandro Martins Patrocínio, desaparecido desde a semana passada, foi encontrado na zona sul de São Paulo ontem. A informação foi confirmada pela SSP-SP (Secretaria da Segurança Pública de São Paulo).

Segundo a secretaria, o corpo foi encontrado em um terreno em uma avenida perto da comunidade de Heliópolis. Exames periciais confirmaram a identidade.

Leandro foi visto pela última vez na noite de sábado, após descer na estação Sacomã da linha 2-verde do metrô. Imagens de câmeras de segurança da região mostram o soldado caminhando a pé, sozinho, até entrar em Heliópolis.

O relógio de Leandro foi encontrado —e reconhecido por familiares— em um sobrado ao lado de uma casa noturna da comunidade. No imóvel havia uma corrente de ferro e manchas de sangue em um colchão. Também foram apreendidos no local materiais usados para armazenar drogas.

Segundo o colunista do UOL Josmar Jozino, há informações de que o sobrado onde estava o relógio do soldado foi usado como cativeiro. A casa noturna ao lado do imóvel seria de um integrante do PCC preso na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, reduto de homens do alto escalão da facção criminosa. As investigações apontam que Leandro gastou R$ 12 no cartão e que pode ter ido a um baile funk antes de sumir.

"As investigações sobre o caso prosseguem pelo DHPP [Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa], que identificou três suspeitos envolvidos e representou pela prisão temporária deles ao Poder Judiciário", informou a secretaria, por meio de nota.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), lamentou a morte em seu Twitter.

Cotidiano