PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Gaúcha é morta a tiros ao lado do namorado na saída para o trabalho em SC

Denise Camargo, de 32 anos, foi morta a tiros em Itajaí (SC) - Arquivo Pessoal
Denise Camargo, de 32 anos, foi morta a tiros em Itajaí (SC) Imagem: Arquivo Pessoal

Abinoan Santiago

Colaboração para o UOL, em Florianópolis

11/06/2021 11h24Atualizada em 11/06/2021 13h50

A Polícia Civil de Santa Catarina investiga a morte da bacharel em marketing Denise de Paula Camargo, de 32 anos. Ela foi assassinada a tiros enquanto saia de casa para trabalhar, em Itajaí (SC).

O crime aconteceu por volta de 7h de quarta-feira (9), na rua João Wollinger, no bairro Fazenda. Denise estava no carro ao lado do namorado, identificado como Diego Cardoso. Ele teve ferimentos leves e está em observação no Hospital Marieta Konder Bornhausen.

De acordo com o registro de ocorrência acessado pelo UOL, dois homens em uma bicicleta aguardavam o casal na frente da casa onde moravam. Uma testemunha contou à PM (Polícia Militar) que a dupla chegou disparando contra o veículo, atingindo Denise que estava no banco de passageiro.

O registro ainda narra que o casal foi socorrido por um tio do namorado de Denise, que ouviu os disparos na frente da casa.

O namorado da vítima chegou a dizer que não conhecia nenhum dos dois homens que disparou contra o veículo. Ambos não têm passagem pela polícia.

Denise Camargo era bacharel em marketing - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Denise Camargo era bacharel em marketing
Imagem: Arquivo Pessoal

"Logo após [os disparos], um homem se apresentou como familiar das vítimas e informou que estava em sua casa quando escutou os barulhos de disparos de arma de fogo, que quando soube se tratar do seu primo e esposa, imediatamente os conduziram para o hospital", confirmou o boletim de ocorrência.

A dupla fugiu e ainda não foi localizada. AO UOL, o delegado regional de Itajaí, Márcio Collato, confirmou que a Polícia Civil abriu inquérito, mas que informações sobre o caso ainda não poderiam ser repassadas para não atrapalhar as investigações e buscas pelos suspeitos.

A reportagem enviou mensagens nas redes sociais da mãe, tios, primos e amigos de Denise e aguarda o retorno. O UOL também tentou contato com familiares do namorado dela, mas as mensagens ainda não foram respondidas.

Nas redes sociais, familiares e amigos lamentaram a morte de Denise. "Minha joia preciosa. Descanse em paz, meu amor", escreveu a mãe da bacharel.

"Não tem como acreditar, o coração está em pedaços. Denise Camargo, vá em paz, minha querida amiga. Ficam as boas lembranças e momentos que vivemos", publicou uma amiga.

Denise era natural de Novo Hamburgo (RS) e atuava desde 2017 na área de logística em uma empresa de Itajaí. O UOL apurou que o corpo foi velado ontem em Itajaí, mas a família aguarda autorização da investigação para providenciar a cremação.

Cotidiano