PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Reservistas da PM são mortos ao escoltarem carga de R$ 3 mi em celulares

Carro dos policiais caiu em uma ribanceira, após ação dos suspeitos - Reprodução/TV Tem
Carro dos policiais caiu em uma ribanceira, após ação dos suspeitos Imagem: Reprodução/TV Tem

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/07/2021 11h25

Dois reservistas da Polícia Militar de Campinas morreram ontem durante um serviço de escolta a um caminhão, que levava cerca de R$ 3 milhões em eletrônicos. Segundo a TV Tem, afiliada da Rede Globo, quatro carros cercaram o veículo dos policiais, que caiu em uma ribanceira após ser alvo de tiros.

Os policiais, Eliseu Aparecido Silva Parreira e Paulo Roberto de Oliveira, ambos na faixa dos 50 anos, iniciaram a escolta do caminhão em Cajamar e tinham itinerário até Rio Preto. Por volta das 5h, os suspeitos abordaram o veículo no km 46 da Anhanguera, localizado entre Cajamar e Jundiaí, e abriram fogo contra o carro dos policiais.

De acordo com a Federação das Entidades Representativas dos Militares do Estado de São Paulo (FERMESP), os envolvidos na tentativa de roubo, que contou com quatro carros para a ação criminosa, estavam fortemente armados e atingiram não só o carro como também o corpo dos policiais.

Após o ataque dos suspeitos, ao que tudo indica, os policiais perderam o controle do carro em que estavam e caíram em uma ribanceira. Uma equipe de investigação foi acionada e trabalha na perícia do incidente.

Segundo a FERMESP (Federação das Entidades Representativas dos Militares do Estado de São Paulo), o motorista conseguiu desembarcar do veículo e fugir dos suspeitos durante a tentativa de roubo. O caminhão até foi levado pela quadrilha, que, no entanto, o encontrou trancado e não teve acesso aos cerca de 2 mil celulares da Samsung, avaliados em R$ 3 milhões.

A ação foi confirmada pela Samsung à TV Tem. O caminhão foi encontrado pela polícia e posteriormente levado para a delegacia de Cajamar.

Cotidiano