PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Frente fria deve amenizar onda de calor e provocar chuvas no Brasil

Movimentação de pedestres e ciclistas no entorno do Parque do Ibirapuera, na zona sul da cidade de São Paulo, em manhã de sol, calor e tempo seco, com destaque para a baixa umidade do ar - WESLEY REZENDE /PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Movimentação de pedestres e ciclistas no entorno do Parque do Ibirapuera, na zona sul da cidade de São Paulo, em manhã de sol, calor e tempo seco, com destaque para a baixa umidade do ar Imagem: WESLEY REZENDE /PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

19/08/2021 22h19

Uma frente fria se aproxima do Brasil na próxima quarta-feira (25) e deve colocar fim a onda de calor e tempo seco que acomete o Brasil nesta semana. Com a chegada da nova massa de ar, o tempo deve fechar em diversas áreas do Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.

De acordo com o Climatempo, a frente fria aliada com a umidade da Amazônia pode provocar pancadas chuvas entre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina até o Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, sul de Goiás, São Paulo, Rio De Janeiro e centro-sul de Minas Gerais entre os dias 27 e 31 de agosto.

Na região sul, o próximo fim de semana deve ter volumes de chuva maiores, mas não o suficiente para fazer despencar as temperaturas. A frente fria deve perder a intensidade conforme avança para o Centro-Oeste e, com isso, elevar o índice de umidade nestas regiões.

Já no Nordeste, a chuva deve aumentar na costa leste a partir de amanhã devido aos ventos úmidos que sopram do mar. O sol deve aparecer entre nuvens no litoral da Paraíba e do Pernambuco e em áreas do leste da Bahia, incluindo o Recôncavo, o litoral norte baiano e a região de Ilhéus.

Recorde de calor

No final de julho, o Brasil registrou neve e chuvas congeladas em mais de 40 municípios em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Agora, o estado catarinense registra recordes de calor com a massa de ar quente no país.

Criciúma, cidade do litoral sul de Santa Catarina, registrou temperatura máxima de 38,9ºC, segundo dados da estação meteorológica da Unesc (Universidade do Extremo Sul Catarinense) localizada no município. O Ciram (Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina) informou que este é um recorde histórico para o mês de agosto no estado catarinense, batido após 11 anos.

Outras cidades do Sul e do Sudeste também tiveram registros de altas temperaturas nesta semana, com São Paulo marcando 30º C nos termômetros e Porto Alegre com máximas de 33º C.

A mudança brusca de tempo chamou atenção da população, que estava acostumada com o frio nesta época do ano. O fenômeno rendeu diversos memes nas redes sociais.

Cotidiano