PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Caso Lorenza: promotor André de Pinho se torna réu por feminicídio em BH

Do UOL, em São Paulo

26/08/2021 07h08Atualizada em 26/08/2021 16h13

O promotor de justiça André Luís de Pinho virou réu ontem por feminicídio após ser denunciado pelo assassinato da mulher, Lorenza de Pinho, em Belo Horizonte, em abril deste ano.

A decisão saiu ontem. A denúncia do Ministério Público foi aceita por unanimidade pelos desembargadores do TJ-MG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais).

O promotor irá responder pelo crime de homicídio qualificado, por se tratar de feminicídio, por motivo torpe, e por ter empregado meio cruel, que dificultou a defesa da vítima.

A defesa do promotor nega a acusação e sustenta que a morte foi acidental. A família de Lorenza questionou essa versão desde o início da investigação, apontando que Pinho era "possessivo".

As investigações apontaram que o réu intoxicou e asfixiou a esposa no apartamento onde moravam com os cinco filhos. Ela foi encontrada morta no dia 2 de abril.

O promotor está preso preventivamente desde o dia 4 de abril e teve sua prisão prorrogada por força de decisão da relatora, desembargadora Márcia Milanez. Ainda não há data para o julgamento.

Cotidiano