PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Angra: Corpo de corretora desaparecida não apresentava sinais de violência

Casal que saiu para ver o pôr do sol em uma embarcação em Angra dos Reis (RJ) e não foi mais visto; família de Cristiane Nogueira da Silva faz apelo  - Reprodução/Facebook
Casal que saiu para ver o pôr do sol em uma embarcação em Angra dos Reis (RJ) e não foi mais visto; família de Cristiane Nogueira da Silva faz apelo Imagem: Reprodução/Facebook

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

30/08/2021 20h15

A Polícia Civil do Rio informou que não foram encontrados sinais de violência no corpo da corretora de imóveis Cristiane Nogueira, 48, retirado na manhã de hoje da restinga da Marambaia, na zona oeste do Rio. Ela e o ex-marido desapareceram no último dia 22 de agosto, depois de saírem para um passeio de barco em Angra dos Reis, cidade da Costa Verde do Rio.

De acordo com o delegado Vilson de Almeida, responsável pelas investigações, com a possibilidade de violência descartada, a polícia acredita que a embarcação onde o casal estava tenha afundado. "Descartamos a violência empregada contra ela, já que o médico legista não encontrou nenhum vestígio. Provavelmente houve um naufrágio e ela ficou muito tempo submersa", informa.

Leonardo Machado de Andrade, 50, continua desaparecido. De acordo com Almeida, no local onde o corpo foi encontrado, os bombeiros localizaram ainda uma janela compatível com a da embarcação.

O filho da corretora de imóveis, Guilherme Brito, esteve no IML (Instituto Médico Legal) no começo da tarde de hoje, para liberar o corpo, mas não quis falar com a imprensa. Nas redes sociais, ele postou uma mensagem de despedida para a mãe.

"Você foi uma mãe incrível. Obrigado por te me dado a vida. Obrigado por sempre estar ao meu lado. Obrigado por tudo. Eu nunca irei te esquecer. Que Deus te recebe de braços abertos".

O corpo da mulher foi localizado ontem na restinga da Marambaia, mas devido às condições do tempo e do mar, não foi possível retirá-la do local. Somente hoje, o corpo foi resgatado e reconhecido pela família. De acordo com a polícia, inicialmente a mulher foi reconhecida por fotos. Uma tatuagem na perna ajudou na identificação.

A corretora de imóveis e o ex-marido desapareceram em Angra dos Reis. Os dois haviam deixado a Praia da Longa com destino a Lagoa Verde no domingo e depois não deram mais notícias. Cristiane deveria ter retornado para a capital fluminense na segunda-feira (23).

Desde o sumiço do casal, os filhos promoveram buscas. Guilherme contou que a família perdeu o contato com a mãe às 10h de domingo. Os dois se falavam diariamente.

"A gente achou que fosse por causa do sinal, e que, no dia seguinte, conseguiria falar com ela. No dia seguinte, o motorista veio no Piratas [marina em Angra] encontrá-la para levá-la para o Rio de Janeiro e foi aí que começamos a nos desesperar", disse ele na ocasião.

Cotidiano