PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Casal usa cão para tentar esconder bolsa com pistola e munição de fuzil

Suspeita chegou à delegacia com o cachorrinho no colo após ter usado o animal como disfarce para esconder armas - Reprodução TV Globo/Bom Dia São Paulo
Suspeita chegou à delegacia com o cachorrinho no colo após ter usado o animal como disfarce para esconder armas Imagem: Reprodução TV Globo/Bom Dia São Paulo

Do UOL, em São Paulo

14/09/2021 11h14Atualizada em 14/09/2021 11h14

Um casal foi preso na noite de ontem em São Paulo em um carro roubado. Com os suspeitos, a polícia encontrou uma pistola semiautomática com mira laser, munição para fuzil, quantias em dólares e em reais, além de joias e nove celulares. Na abordagem, a mulher usou o próprio cachorro para esconder a bolsa onde transportava a arma e a munição.

O veículo foi parado por policiais militares da Força Tática na avenida dos Bandeirantes. Os agentes suspeitaram que se tratava de um carro de uma locadora, com queixa de furto.

Durante a abordagem, o motorista admitiu fazer parte de um esquema que aluga veículos, utiliza e depois abandona. Já a mulher tentou esconder a bolsa e não quis sair do carro. O casal não tinha passagem pela polícia.

"A todo momento ela [a mulher] estava com o cachorrinho no colo e segurando a bolsa. Para não causar nenhuma desconfiança e mostrar até um jeito dócil", disse o tenente Vinícius Artilha, da PM, ao telejornal "Bom Dia São Paulo".

Material apreendido com casal em um veículo furtado, em São Paulo - Polícia Militar do Estado de São Paulo - Polícia Militar do Estado de São Paulo
Material apreendido com casal em um veículo furtado, em São Paulo
Imagem: Polícia Militar do Estado de São Paulo

Ainda segundo o militar, a bolsa continha "diversos acessórios proibidos no Brasil, como a mira a laser, dispositivo que faz ela [a arma] dar rajada [como uma metralhadora]".

Na bolsa foram encontrados uma pistola semiautomática da marca Glock, diversos carregadores, sendo um no formato caracol, e munições para vários calibres, inclusive de fuzil.

O homem, a mulher e o cãozinho da raça yorkshire foram levados pelos policiais militares para o 27º Distrito Policial (DP), no Campo Belo, e vão responder por porte ilegal de armas. O animal foi entregue a parentes do casal, que permanece preso.

Cotidiano