PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Adolescente desaparece após ir a encontro com namorada em Santos (SP)

Davi Alonso Duarte, de 16 anos, desapareceu na tarde de sábado (18); ele disse aos pais que iria a evento em igreja - Reprodução/Facebook
Davi Alonso Duarte, de 16 anos, desapareceu na tarde de sábado (18); ele disse aos pais que iria a evento em igreja Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

20/09/2021 22h08Atualizada em 21/09/2021 10h19

Um adolescente de 16 anos desapareceu em Santos (SP) após ir a um encontro com a namorada na tarde de sábado (18). Por volta das 15h, Davi Alonso Duarte pegou carona com o pai até a praia do Itararé, já na cidade de São Vicente, sob pretexto de que o casal iria encontrar a mãe da moça para um evento em uma igreja da região, frequentada pelos jovens.

Nesta terça-feira, o pai de Davi anunciou que o filho foi encontrado. "Nosso Davi está de volta. Agradeço as orações e carinho de todos", disse Alexandre Duarte, ainda sem dar detalhes do incidente.

O sumiço

Davi pegou carona com o pai em direção à casa da namorada, dizendo que iria a uma evento de uma igreja, mas, em vez de andar até a casa da mulher, eles teriam seguido caminho até a escadaria do morro José Menino, vizinha à gruta de Nossa Senhora de Lourdes, já em Santos. A namorada do rapaz diz ter deixado Davi sozinho para pegar dinheiro com o pai, que mora no local mas alegou que quando voltou, por volta das 16h, o adolescente já havia desaparecido.

Alexandre Duarte, pai de Davi, contou ao UOL que o filho se relaciona com a jovem, de 18 anos, há cerca de 1 mês e meio. Os dois se conheceram na igreja e logo começaram um namoro.

Quem o avisou sobre o desaparecimento do rapaz foi a mãe da jovem, que comunicou que o rapaz havia "fugido" apenas por volta das 19h. O homem detalha que, após o desaparecimento, ficou sabendo que o filho já frequentava o morro José Menino sem avisá-lo e que acredita que ele pode estar escondido na região.

"Ele não quer voltar para casa, porque ele sabe que quando morava com a gente não tinha essa liberdade, de ficar saindo. Agora ele vai descobrir esse outro lado", afirma.

Ele conta que o filho já havia fugido de casa uma vez, no início do ano passado, quando pegou um carro de aplicativo até a Praça das Bandeiras, também na cidade litorânea. Mas, na ocasião, Davi voltou para casa poucas horas depois.

À época, no início da quarentena provocada pela covid-19, o adolescente afirmou aos responsáveis que estava "estressado" com os limites impostos em casa, mas a relação havia voltado a ser pacífica até o início do namoro do rapaz, afirma o pai.

Em entrevista ao UOL, ontem, Alexandre disse acreditar que o filho sumiu voluntariamente e que a namorada do adolescente saiba onde ele está, mas destaca, por outro lado, que seu objetivo é apenas saber o paradeiro do rapaz.

"Eu não quero expor a menina, eu quero achar meu filho. Eu estou com a minha estrutura muito abalada", concluiu, antes de o jovem ser achado.

O UOL também entrou em contato com a namorada de Davi. Caso haja resposta, a matéria será atualizada.

O caso foi registrado pelo 7º DP de Santos e encaminhado à 3ª Delegacia de Homicídios, da Deic de Santos, informou a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo).

Cotidiano