PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Médico é morto dentro de consultório na Bahia; vídeo mostra correria

Do UOL, em São Paulo

23/09/2021 18h01Atualizada em 23/09/2021 23h42

O médico pediatra Júlio César de Queiroz Teixeira, de 44 anos, foi morto a tiros na manhã de hoje dentro de um consultório particular em Barra, no oeste da Bahia.

Imagens de câmeras de segurança mostram um homem, com um capacete na cabeça, abrindo a porta da sala em que a vítima atendia, enquanto várias pessoas estavam no local aguardando atendimento. Em seguida, os pacientes parecem ouvir o barulho dos disparos e saem correndo, enquanto o suspeito deixa o consultório e desce a escada do estabelecimento.

Júlio chegou a ser levado a um hospital da região, mas não resistiu. Ele foi atingido por quatro tiros na região superior do corpo. A ocorrência foi confirmada ao UOL pela Polícia Civil da Bahia.

A corporação afirmou que testemunhas estão sendo ouvidas e que "as imagens das câmeras de segurança devem contribuir com a investigação do caso", sem dar mais informações sobre a possível identificação de suspeitos.

Em nota, a Clínica Mãe, onde aconteceu o crime, lamentou a perda do médico de "uma forma fria e brutal".

"Fomos assolados pelo medo, pela tristeza, e pela revolta. Hoje a medicina sofreu um atentando em seu exercício, hoje nós, médicos, sentimos a dor de um colega, hoje fomos assolados por uma condição que jamais pensaríamos estar expostos. (...) Nos resta somente agradecer, vá em paz, dr. Júlio César", declararam representantes da unidade.

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) também se pronunciou, pedindo uma "rápida resposta" nas investigações sobre a morte do pediatra.

"Neste momento de tristeza, o Cremeb expressa aos familiares, amigos e colegas do Dr. Júlio César as mais sinceras condolências pela abrupta perda de um jovem profissional que morreu em pleno exercício da profissão".

Cotidiano