PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Cinco pessoas são assassinadas na fronteira entre Brasil e Paraguai

Vereador Farid Afif morre baleado em Ponta Porã, região que faz fronteira com o Paraguai e tem forte presença de facções do crime organizado  - Reprodução
Vereador Farid Afif morre baleado em Ponta Porã, região que faz fronteira com o Paraguai e tem forte presença de facções do crime organizado Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

09/10/2021 16h16Atualizada em 09/10/2021 17h55

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul investiga o assassinato do vereador de Ponta Porã, Farid Afif. Ele andava de bicicleta no centro da cidade quando foi atingido por vários tiros na tarde de ontem.

Além da morte de Afif, a polícia também investiga o assassinato de quatro pessoas na manhã de hoje na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com Ponta Porã. Entre os mortos, está a filha do governador de Amambai, Haylee Carolina Acevedo Yunis.

As quatro pessoas saíam de uma casa noturna quando foram baleados por atiradores numa caminhonete. Todos morreram no local.

Forte presença do crime organizado

A região tem forte presença de facções do crime organizado voltadas para o tráfico internacional de drogas, a exemplo do PCC (Primeiro Comando da Capital). Segundo a GloboNews, 15 pessoas foram assassinadas nas últimas duas semanas.

De acordo com informações divulgada pela imprensa, Afif tentou se proteger dos assassinos numa concessionária de veículos, mas também foi baleado dentro do loja.

Ainda não se sabe a autoria ou a motivação do crime. Em posts publicados ontem nas redes sociais, Afif diz que a manhã está sendo produtiva: "Vamos fazer nossas atividades no pedal".

O vereador foi assassinato no dia do aniversário da filha caçula. Mais cedo, ele desejou felicidades para a menina. Farid Afif era casado e deixa outros dois filhos.

Ele cumpria o segundo mandato na Câmara Municipal.

Cotidiano