PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Paraty: Mulher de passageiro de voo que caiu fala pela 1ª vez e faz apelo

O empresário e lutador de Jiu-Jitsu Sérgio Alves Dias Filho é um dos desaparecidos que estava no bimotor que caiu na região de Paraty - Reprodução/Instagram
O empresário e lutador de Jiu-Jitsu Sérgio Alves Dias Filho é um dos desaparecidos que estava no bimotor que caiu na região de Paraty Imagem: Reprodução/Instagram

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

29/11/2021 13h02Atualizada em 29/11/2021 16h27

O empresário e campeão brasileiro de jiu-jitsu Sérgio Alves Dias Filho é um dos desaparecidos que estava no avião bimotor que caiu no mar na noite da última quarta-feira (24) entre Ubatuba (SP) e Paraty (RJ). Ele era o passageiro que fretou o voo, ocupado ainda pelo copiloto José Porfírio de Brito Júnior, 20, dono da aeronave e também desaparecido, e pelo piloto, Gustavo Carneiro, 27, cujo corpo foi encontrado na última quinta-feira (25). A aeronave decolou de Campinas (SP) e seguia com destino ao Rio de Janeiro.

Serginho, como é conhecido, é dono de uma empresa de blindagem de veículos, a MF4 Blindados — empresa que tem o surfista Pedro Scooby e o piloto Rubinho Barrichello como garotos-propaganda.

A mulher do empresário, Tatiana Fogaça, falou ontem pela primeira vez sobre o acidente. No Instagram, ela informou que o marido ainda não havia sido encontrado e pediu que todos mantivessem uma "corrente positiva".

"Pedimos que não percam as esperanças e sigam na busca para encontrá-lo. Gostaríamos de pedir que todos que possuem embarcações com sonar na região e identificarem qualquer diferença na área, entre em contato conosco ou com as autoridades. Pedimos a todos que mantenham uma corrente positiva e que os responsáveis pelas buscas mantenham o empenho em encontrá-lo", diz um trecho da mensagem compartilhada.

Buscas em andamento

Nesta segunda, a Aeronáutica e o Corpo de Bombeiros do RJ entraram no quinto dia de buscas pelo empresário e pelo copiloto da aeronave.

De acordo com a FAB, quase três mil quilômetros já foram patrulhados nas buscas. Os bombeiros do Rio concentram a procura em Paraty, Trindade e Ilha Grande, na Costa Verde do Rio - região para onde as vítimas podem ter sido arrastadas pela correnteza.

Pedro Scooby, amigo do empresário Sérgio Dias, fez um apelo para que os órgãos públicos empreguem outros equipamentos durante as buscas.

"Sei que tem um navio com sonar da Marinha, capaz de localizar a aeronave, tem drone da Aeronáutica com equipamento infravermelho que tá parado na base de Santa Cruz (RJ), tem helicóptero com câmera térmica do GAM, órgão da PM do Rio. Gostaria de fazer esse apelo para os órgãos públicos e para quem puder ajudar", afirmou ele.

Nas redes sociais, outros artistas deram início a uma corrente pedindo boas vibrações para Sérgio e José.

"Vou te amar eternamente", diz mãe de piloto

A dentista Leila Reis Calçado Carneiro usou as redes sociais do filho para homenageá-lo. Em uma foto ao lado de Gustavo Carneiro, piloto da aeronave, ela escreveu: "Amar. Amar sempre. Vou te amar eternamente". Inúmeros comentários de solidariedade foram deixados na página por familiares e amigos.

piloto - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Cotidiano