PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Dez aeronaves são apreendidas em operação contra grupo ligado ao PCC

Organização criminosa investigada atuava na logística de transporte aéreo de cocaína para facção de São Paulo - Divulgação/Polícia Federal
Organização criminosa investigada atuava na logística de transporte aéreo de cocaína para facção de São Paulo Imagem: Divulgação/Polícia Federal

Do UOL, em São Paulo

02/12/2021 10h05Atualizada em 02/12/2021 10h05

A Polícia Federal cumpre na manhã de hoje 15 mandados de prisão preventiva e 30 mandados de busca em oito estados para desarticular uma organização criminosa de tráfico internacional de cocaína. O grupo é especializado no transporte aéreo da droga através da rota Bolívia-Paraguai-Brasil.

A investigação identificou que o grupo é formado por empresários do setor de aviação agrícola, advogados, pilotos e indivíduos ligados ao PCC, facção criminosa de atuação nacional.

Os agentes cumprem os mandados em cidades do do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Roraima e do Distrito Federal.

Também são executadas ordens judiciais para bloqueio de imóveis e contas bancárias, sequestro e apreensão de dez aeronaves e outros veículos e bens que estiverem em poder do grupo. Durante as buscas, armas foram apreendidas.

PF também apreendeu armamentos que estavam em poder de grupo criminoso - Divulgação/Polícia Federal  - Divulgação/Polícia Federal
PF também apreendeu armamentos que estavam em poder de grupo criminoso
Imagem: Divulgação/Polícia Federal

As investigações começaram em dezembro de 2020, a partir de um acidente aéreo ocorrido no município de Muitos Capões (RS), quando o avião utilizado para transportar a droga sofreu avarias no momento do pouso e permaneceu escondido na plantação por cerca de uma semana.

Os crimes identificados, até o momento, são tráfico internacional de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Cotidiano