PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

'Não consigo mais sair', diz mulher apalpada em bicicleta no litoral de SP

Mulher foi vítima de importunação sexual enquanto ia de bicicleta para o trabalho em Praia Grande (SP) - Reprodução/TV Tribuna
Mulher foi vítima de importunação sexual enquanto ia de bicicleta para o trabalho em Praia Grande (SP) Imagem: Reprodução/TV Tribuna

Do UOL, em São Paulo

06/12/2021 09h34Atualizada em 06/12/2021 09h40

Uma atendente de supermercado de 37 anos foi assediada enquanto ia de bicicleta para o trabalho, na sexta-feira (3), e disse que ficou em choque no momento e que pretende "mudar a aparência" para não ser reconhecida novamente pelo homem.

"Eu não consigo mais sair. Fui trabalhar, mas com medo, fui na companhia de outras pessoas. A aparência eu quero mudar, já estou mudando o cabelo. Eu quero tentar mudar tudo. Não vou mais com a roupa do trabalho. Não vou mais do jeito que eu ia antes", disse a mulher, sem se identificar, em entrevista à TV Tribuna.

Ela foi vítima de importunação sexual por um ciclista que passou a mão no corpo dela, apalpando suas nádegas, enquanto ambos pedalavam por uma rua do bairro Vila Caiçara, em Praia Grande, no litoral de São Paulo, pouco antes das 7h.

"Eu entrei em choque. Quando eu cheguei no meu trabalho eu estava muito nervosa sem acreditar o que tinha acontecido", disse ela, explicando que não conseguiu reagir no momento.

A mulher relatou que faz o mesmo caminho para o trabalho há 13 anos e nunca tinha passado por algo do tipo. "Mesmo depois de ver as imagens eu não acreditei no que tinha acontecido", relatou.

Após o ocorrido, ela bateu nas casas da rua para obter as imagens das câmeras de segurança que flagraram o assédio para fazer a denúncia.

Cotidiano