PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Hospital sofre incêndio e pacientes são levados para a rua em Copacabana

Lola Ferreira e Pietra Carvalho

Do UOL, no Rio e em São Paulo

08/06/2022 10h17

O Hospital São Lucas, em Copacabana, foi atingido por um incêndio na manhã de hoje. O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro informou ao UOL que o fogo começou em um gerador da unidade de saúde.

Vídeos gravados por testemunhas em frente ao hospital, na travessa Frederico Pamplona, mostram pessoas correndo com escadas em direção ao prédio, enquanto uma fumaça cinza sai da lateral da estrutura.

Outras imagens mostram pacientes em macas e cadeiras de roda sendo retirados às pressas por funcionários do hospital, esperando na rua pela chegada do socorro. O trânsito chegou a ser interditado na Rua Constante Ramos.

O hospital informou que ainda não sabe o número de pacientes atingidos pelo incêndio. As informações preliminares apontam, contudo, que aqueles que estavam em estado mais crítico na internação e idosos precisaram de transferência para outras unidades.

Outros pacientes foram impactados dentro da própria unidade de saúde, em área não atingida pelo fogo, e outros que foram evacuados receberam atendimento em garagens de prédios vizinhos e até em uma escola.

De acordo com o Hospital São Lucas, o incêndio começou por volta das 9h10 no gerador de energia da rouparia, que funciona em um prédio anexo ao hospital. O fogo foi controlado às 10h e as causas estão sendo investigadas, de acordo com a nota.

Uma viatura de perícia criminal, da Polícia Civil, permanece no local.

Bombeiros

A emergência foi acionada às 9h16 e às 10h as chamas já haviam sido controladas. Ainda não há informações sobre feridos, mas os Bombeiros apuravam, no fim da manhã, possíveis intoxicações por fumaça.

Em setembro de 2019, também na cidade do Rio de Janeiro, um incêndio atingiu outro hospital, deixando 18 mortos. Um curto-circuito no gerador do Hospital Badim, no Maracanã, na zona norte, provocou o início das chamas, que espalharam fumaça para todos os andares do prédio. A maioria das vítimas morreu por asfixia.

O Hospital São Lucas fica a 500 m do quartel de Copacabana do Corpo de Bombeiros. Por volta das 11h20, os militares já haviam encerrado o atendimento no local e apenas uma ambulância dava suporte a eventuais vítimas de inalação de fumaça.

Nesse horário, funcionários da administração da unidade de saúde já haviam sido dispensados. Os profissionais de saúde, no entanto, trabalhavam para retirar do prédio pacientes que inalaram fumaça e precisavam de transferência para outro hospital.

Na rua Pompeu Loureiro, principal via de acesso ao hospital, dezenas de ambulâncias de hospitais particulares da zona sul do Rio aguardavam transferência desses pacientes.

A reportagem tenta contato com a assessoria da unidade de saúde para apurar informações sobre a transferência de pacientes e danos ao prédio. Assim que houver retorno, a nota será atualizada.

Cotidiano