PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Garota de 15 anos é morta na frente da mãe e irmã a caminho da escola na BA

Adolescente de 15 anos foi baleada durante suposta tentativa de assalto em Salvador - Redes sociais/Reprodução
Adolescente de 15 anos foi baleada durante suposta tentativa de assalto em Salvador Imagem: Redes sociais/Reprodução

Do UOL, em São Paulo

02/08/2022 16h43Atualizada em 03/08/2022 10h29

Uma adolescente de 15 anos foi assassinada numa suposta tentativa de assalto enquanto seguia para a escola, ao lado da mãe e da irmã mais nova, na manhã de hoje, em Salvador.

Cristal Rodrigues Pacheco, a mãe e a irmã foram abordadas por duas mulheres na frente do Palácio da Aclamação, na região central da capital baiana. A dupla anunciou o assalto, baleou a adolescente e fugiu em seguida. A menina morreu no local.

A polícia ainda não ouviu os parentes de Cristal e não soube precisar se algo, de fato, chegou a ser levado pela dupla. Segundo a SSP/BA (Secretaria de Segurança Pública da Bahia), o caso é investigado inicialmente como latrocínio.

"A informação inicial é de que essas pessoas seriam indivíduos que circulam no lugar do fato e que seriam, possivelmente, usuárias de drogas. No momento, temos o vulgo delas, mas a gente tem que fazer a identificação completa", afirmou a delegada Andrea Ribeiro, diretora do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa da Polícia Civil da Bahia, em coletiva de imprensa.

Em nota, o Colégio Mercês, escola particular na qual Cristal estudava, lamentou a morte da aluna do 9º ano do ensino fundamental.

"Querida por todos, sempre alegre, feliz, dedicada e muito educada, a aluna foi vítima da violência que cresce assustadoramente na nossa sociedade", afirma trecho do documento. O colégio decretou luto oficial de três dias, suspendeu as aulas de hoje e cancelou o expediente escolar de amanhã.

Adolescente foi abordada junto à mãe e à irmã mais nova enquanto caminhava na calçada do Palácio da Aclamação, em Salvador - Google Street View - Google Street View
Adolescente foi abordada junto à mãe e à irmã mais nova enquanto caminhava na calçada do Palácio da Aclamação, em Salvador
Imagem: Google Street View

A Polícia Civil informou que até o começo da tarde, uma pessoa foi conduzida à delegacia para prestar informações sobre o caso, sendo liberada em seguida. As suspeitas do crime não foram detidas até o momento.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, nove latrocínios foram registrados no primeiro semestre do ano na capital.

Cotidiano