PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Motorista de aplicativo é resgatada após gravar o próprio sequestro em SP

Do UOL, em São Paulo

04/08/2022 19h42Atualizada em 04/08/2022 19h42

Uma motorista de aplicativo de 46 anos foi resgatada cerca de uma hora após ser sequestrada no bairro de Alto de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, na madrugada de hoje.

No momento em que foi raptada, a mulher, que tinha acabado de deixar uma paciente e voltava para casa, estava fazendo uma ligação com o namorado. Toda a ação criminosa foi gravada em áudio, divulgado nas redes sociais.

No áudio, é possível ouvir o desespero da vítima, que grita e pede "pelo amor de Deus" para não ser levada. Ela chega a informar aos suspeitos que é motorista de aplicativo, mas eles não acreditam. "Com um carrão desse?", questiona um dos homens.

Um amigo da vítima, que foi alertado pelo namorado dela sobre o sequestro, acionou a Polícia Militar. Munidos da localização em tempo real do telefone da mulher, os policiais foram até o local onde o carro estava, no bairro do Jaguaré, também na zona oeste.

Chegando lá, suspeitos e policiais trocaram tiros. Um dos sequestradores, de 19 anos, foi baleado no braço e socorrido ao Hospital Universitário. Um segundo homem, que não teve idade revelada, foi atingido e morreu.

Além do suspeito que participou do crime, uma mulher de 41 anos também foi presa no local por suspeita de envolvimento no caso.

O momento em que a motorista de aplicativo foi resgatada de dentro do próprio carro foi registrado pela câmera corporal de um dos policiais militares.

"Eles pegaram meu relógio, meu cartão", diz a vítima. "Fique em paz, você está salva agora", responde o policial.

Segundo a Polícia Civil, as chaves do veículo da vítima e dois revólveres foram apreendidos, assim como os brincos, um colar e o relógio da vítima. O caso foi registrado como roubo, extorsão e morte decorrente de intervenção policial.

Segundo o delegado Marco Antônio Dario, responsável pela investigação do crime, o carro utilizado pelos suspeitos para o sequestro da motorista era roubado e já tinha sido utilizado em pelo menos outros dois crimes.

"No interior desse veículo foi localizada a bolsa com os pertences de uma das vítimas, que já esteve aqui e reconheceu os suspeitos", afirmou em entrevista à TV Bandeirantes.

Segundo ele, a mulher de 41 anos presa passará por audiência de custódia e o suspeito de 19 continuava internado no hospital na noite de hoje.

Cotidiano