Topo

Conteúdo publicado há
10 meses

Carta é deixada junto a crânio humano em delegacia no Maranhão

O crânio e a carta foram encaminhados ao Instituto de Criminalística e devem passar por análise para identificar vestígios de DNA - Divulgação/PCMA
O crânio e a carta foram encaminhados ao Instituto de Criminalística e devem passar por análise para identificar vestígios de DNA Imagem: Divulgação/PCMA

Do UOL, em São Paulo

27/06/2023 19h06

Um crânio humano e uma carta foram deixados na porta de uma delegacia de Imperatriz (MA) nesta terça-feira. A Polícia Civil do Maranhão investiga o caso.

O que aconteceu:

A polícia identificou o homem que deixou o resto mortal e o comunicado na calçada da 10ª Delegacia Regional de Imperatriz. Ele tentou sair correndo, mas acabou detido e conduzido por policiais civis para averiguação. "Ele prestou informações desencontradas sobre a origem do crânio", disse o delegado Praxísteles Martins.

O crânio e a carta foram encaminhados ao Instituto de Criminalística e devem passar por análise para identificar vestígios de DNA. "Não há motivo, a princípio, de acordo com o que foi apurado e com os vestígios encontrados, que autorizem a autuação em flagrante desse indivíduo no momento. Após a oitiva, o homem vai ser colocado em liberdade", afirmou o delegado.

A Polícia Civil apurou que o homem já foi condenado por feminicídio em Tocantins e cumpre pena em regime aberto.

O conteúdo da carta não foi divulgado pela polícia. Mas o delegado afirmou que o teor "não está claro". Uma análise feita pelo Instituto Médico Legal revelou que crânio está em decomposição há dois anos.

As investigações vão prosseguir com o intuito de identificar de quem é o crânio humano e se o homem tem participação na morte dessa pessoa.