Conteúdo publicado há 4 meses

Alunos denunciam professor que teria atacado estudante com faca na Unicamp

Alunos do DCE (Diretório Central os Estudantes) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) denunciaram um professor da instituição que teria tentado agredir, na manhã desta terça-feira (3), um dos diretores da entidade estudantil com uma faca.

O que aconteceu

O professor teria entrado na universidade com duas facas e um spray de pimenta, segundo o DCE. O episódio ocorreu no campus de Campinas.

Hoje, no momento em que a Unicamp amanheceu paralisada, ao tentar um diálogo com um professor sobre a paralisação, um professor pegou no meu braço, me jogou no chão e levantou uma faca para mim, vindo para cima. Graças à correria dos estudantes, a gente conseguiu correr disso. Mas um professor tentou esfaquear um estudante.
Gustavo Bispo, um dos diretores da entidade, em um vídeo publicado nas redes sociais

Os estudantes dizem que identificaram o autor das agressões. O nome, porém, segue preservado. Conforme a denúncia dos alunos, eles tentaram cercá-lo na universidade para evitar que o professor fugisse. Nesse momento, o docente teria tentando usar spray de pimenta contra outro estudante.

Procurada pelo UOL, a Unicamp disse que repudia os atos praticados no campus da universidade. "A conduta do docente, para além do inquérito policial instaurado, será averiguada por meio dos procedimentos administrativos adequados e serão tomadas as medidas cabíveis", afirmou a instituição, em nota. Leia a íntegra do comunicado no fim desse texto.

A SSP (Secretaria da Segurança Pública de São Paulo) informou que o caso foi registrado como lesão corporal e incitação ao crime. Segundo a secretaria, o professor chegou à Unicamp, um grupo de estudantes o impediu de entrar para dar aula e ele foi derrubado. Então, ele teria usado a faca e o spray de pimenta para se defender. Os envolvidos na ocorrência foram encaminhados ao Juizado Especial Criminal.

Alunos estão em greve na Unicamp. A universidade amanheceu com paralisação estudantil hoje. Eles pedem melhores condições para a educação e protestam contra privatizações. Em alguns prédios da Unicamp, imagens que circulam nas redes sociais mostram que os estudantes colocaram pilhas de mesas e cadeiras nas portas das salas de aula.

Nota da Unicamp

A Reitoria da Unicamp vem a público repudiar os atos de violência praticados no campus de Barão Geraldo, nesta manhã do dia 03 de outubro. A conduta do docente, para além do inquérito policial instaurado, será averiguada por meio dos procedimentos administrativos adequados e serão tomadas as medidas cabíveis. Ressalte-se, ainda, que a Reitoria vem alertando que a proliferação de atos de violência com justificativa ou motivação política não é salutar para a convivência entre diferentes. É preciso, nesse momento, calma e serenidade para que os conflitos sejam tratados de forma adequada e os problemas, dirimidos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora